Saúde OMS considera incluir remédios contra obesidade em lista de medicamentos essenciais

OMS considera incluir remédios contra obesidade em lista de medicamentos essenciais

Um dos fármacos que poderiam entrar é o Saxenda (liraglutida), que logo perderá a patente, para permitir genéricos mais baratos

  • Saúde | Do R7

Inclusão de medicamentos para obesidade marcaria nova abordagem da OMS

Inclusão de medicamentos para obesidade marcaria nova abordagem da OMS

Daniel Becerril/Reuters

A OMS (Organização Mundial da Saúde) está avaliando a possibilidade de incluir remédios para o tratamento da obesidade em sua lista de medicamentos essenciais, que é usada para orientar as decisões de compra de governos em países de baixa e média rendas.

A informação foi obtida pela agência de notícias Reuters com a própria OMS.

O pedido foi feito por três médicos e um pesquisador dos Estados Unidos e abrange o princípio ativo liraglutida, cujo nome comercial do remédio para obesidade é Saxenda, que perderá a patente em breve e permitirá que versões genéricas mais baratas sejam produzidas.

A decisão caberá a um painel de conselheiros da OMS que se reunirá em abril.

Eles vão avaliar a sugestão de novos medicamentos essenciais para a lista, que está prevista para ser atualizada em setembro.

O colegiado pode rejeitar o pedido ou aguardar mais evidências.

Segundo a Reuters, a decisão de incluir o Saxenda e eventuais genéricos na lista para adultos marcaria uma nova abordagem da OMS para o problema da obesidade em todo o mundo.

Por outro lado, alguns especialistas questionam a inclusão de remédios para a perda de peso de forma ampla, como solução para um cenário tão complexo.

Conheça os alimentos que ajudam a fortalecer o sistema imunológico

Últimas