Saúde Planos de saúde terão que cobrir mais dois remédios usados no tratamento de câncer

Planos de saúde terão que cobrir mais dois remédios usados no tratamento de câncer

As drogas são destinadas a pacientes com melanoma e tumor endometrial; a cobertura vale a partir de 1º de novembro

Agência Estado
Decisão da agência foi tomada na semana passada

Decisão da agência foi tomada na semana passada

PIXABAY

A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) decidiu incorporar dois medicamentos usados no tratamento para câncer na lista de cobertura obrigatória dos planos de saúde. A decisão, divulgada nesta segunda-feira (9), foi aprovada em uma reunião extraordinária da Diretoria Colegiada do órgão, realizada na semana passada.

Conforme a ANS, medicamentos para melanoma — um tipo de câncer de pele — e câncer de endométrio — um dos tumores ginecológicos mais comuns — terão cobertura obrigatória pelas operadoras de saúde a partir de 1º de novembro deste ano. São eles:

• encorafenibe, em combinação com binimetinibe, para o tratamento de pacientes adultos com melanoma irressecável ou metastático;

• lenvatinibe, em combinação com pembrolizumabe, para tratamento de pacientes adultas com câncer endometrial avançado.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia no WhatsApp
Compartilhe esta notícia no Telegram

Os dois medicamentos foram incluídos no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde.

"As propostas de incorporação dessas tecnologias ao rol foram submetidas diretamente à ANS, tendo passado pela 18ª Reunião Técnica da Cossaúde, realizada em julho, e pela Consulta Pública 114, bem como por criteriosa análise técnica", afirmou a ANS.

O Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde é a lista de coberturas obrigatórias pelas operadoras de planos de saúde a todos os seus beneficiários, que conta com tecnologias disponíveis entre terapias, exames, procedimentos e cirurgias que atendem às enfermidades listadas na CID (Classificação Internacional de Doenças), da OMS (Organização Mundial da Saúde).

Últimas