Saúde Rascunho de novo tratado da OMS sugere que países ricos devem fazer mais para combater pandemias

Rascunho de novo tratado da OMS sugere que países ricos devem fazer mais para combater pandemias

Medida seria uma forma justa de evitar uma nova 'falha catastrófica' durante ameaças globais de saúde, como ocorreu com a Covid-19

Reuters
Resumindo a Notícia
  • OMS sugere que países mais ricos devem colaborar mais para combater ameaças de saúde.

  • Afirmação é do rascunho de um novo tratado da Organização.

  • Organização espera evitar que os erros cometidos na pandemia de Covid se repitam.

  • Documento define pandemia como 'a disseminação global de um patógeno ou variante'.

Novo tratado da OMS discute ações em caso de uma nova pandemia

Novo tratado da OMS discute ações em caso de uma nova pandemia

Fabrice Coffrini / AFP - Arquivo

Os países mais ricos devem ser solicitados a se esforçar mais para ajudar o mundo a lidar com as pandemias, de acordo com um novo rascunho de um tratado que está sendo discutido na OMS (Organização Mundial da Saúde).

Os países com mais "capacidades e recursos" devem assumir um "grau proporcional" de responsabilidade pela preparação e resposta às ameaças globais de saúde, sugere o esboço, visto pela Reuters nesta terça-feira (23).

O tratado, um acordo juridicamente vinculativo que está sendo negociado pelos Estados membros da OMS, visa abordar o que chama de "falha catastrófica" da comunidade internacional em combater a Covid-19 de maneira justa em todo o mundo.

A Covid matou cerca de 7 milhões de pessoas desde que surgiu na China no final de 2019, interrompendo a economia global e devastando comunidades. Mais de 750 milhões de contaminações foram registradas.

O documento de 42 páginas também busca ajudar o mundo a evoluir após a Covid. Os Estados membros têm a opção de remover vários parágrafos em negociações futuras, incluindo aqueles sobre responsabilidades.

Compartilhe esta notícia no Whatsapp
Compartilhe esta notícia no Telegram

As seções que se mostraram controversas em rascunhos anteriores, incluindo sobre propriedade intelectual e a reserva de 20% dos testes, tratamentos e vacinas para a OMS distribuir em países mais pobres durante emergências, permanecem no novo rascunho, mas ainda podem ser removidas. Nenhuma disposição sobre contramedidas pandêmicas existia durante a pandemia da Covid.

O documento também define "pandemia" – um dos vários pontos críticos que já ocuparam tempo de discussão – como "a disseminação global de um patógeno ou variante" que se espalha facilmente, é perigoso, sobrecarrega os sistemas de saúde e requer coordenação internacional.

Por que desmaiamos? Conheça as principais causas por trás da perda de consciência

Últimas