Sexo na terceira idade melhora qualidade de vida, diz estudo

Idosos sexualmente ativos são mais sociáveis e têm melhor saúde psicológica

Quase 80% dos idosos avaliou o ato sexual com grande importância na relação do casal

Quase 80% dos idosos avaliou o ato sexual com grande importância na relação do casal

Getty Images

Pessoas mais velhas que se mantém ativas sexualmente têm melhor qualidade de vida, são mais sociáveis e possuem boa saúde psicológica, segundo estudo desenvolvido na Escócia. As informações do site DailyNews,

Taylor jane Flynn, coautor responsável do estudo, afirma que as pessoas da terceira idade também sentem a necessidade de manter relações sexuais.

— Para muitos deles, o sexo continua sendo um fator importante da vida, porque eles se sentem vivos e ativos.

Casais da terceira idade que têm a vida sexual ativa são mais felizes, diz pesquisa

Apesar de a qualidade de vida na terceira idade ser muito importante, poucas pesquisas estudam a função do sexo como dinâmica de atividade física e social dos idosos, opina Flynn.

O estudo foi desenvolvido por meio de questionários com idosos, nos quais era perguntado com que frequência nos últimos seis meses eles haviam praticado algum tipo de relação, desde dar as mãos até o ato sexual propriamente dito. Além disso, também foi perguntado a importância do sexo.

Entre 75% e 89% das respostas foi detectado que os idosos haviam dado as mãos e se abraçado. Porém, aproximadamente o mesmo número de pessoas respondeu que a vida sexual ativa é extremamente importante para a saúde pessoal e para o bem da relação.

A pesquisa envolveu 133 pessoas de acima de 65 anos. Cerca de metade dos idosos vivia com um parceiro ou parceira.

Conheça o R7 Play e assista a todos os programas da Record na íntegra!