Saúde Viagra aumenta risco de câncer de pele, diz estudo

Viagra aumenta risco de câncer de pele, diz estudo

Levantamento de universidade dos EUA analisou dados de 76 mil homens

Viagra aumenta risco de câncer de pele, diz estudo

Viagra é medicamento usado para importância sexual

Viagra é medicamento usado para importância sexual

Thinkstock

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Bown, nos Estados Unidos, mostra que o viagra aumenta em 84% o risco do homem desenvolvem câncer de pele. De acordo com o estudo, a droga para impotência pode afetar o mecanismo genético que "protege" o corpo contra o câncer e o torno menos invasivo.

De acordo com o site da NBC News, o co-autor do estudo, professor de dermatologia na Universidade de Brow, Abrar Qureshi, o “estudo é inicial” e  adverte que ainda é muito cedo para proibir o uso do medicamento.

— Ninguém está sugerindo para os homens pararem de tomar o Viagra.

Segundo o pesquisador, para chegar ao resultado foram analisados mais de 25 mil homens com idade média de 65 anos. O estudo foi publicado na JAMA Internal Medicine nesta segunda-feira (7).

Com condição rara, jovem tem 50 orgasmos por dia

A NBC News informou ainda que cerca de 76.100 novos casos de melanoma são esperados ser diagnosticados em os EUA em 2014 , e cerca de 9.710 pessoas vão morrer da doença , incluindo cerca de 6.470 homens.