Tecnologia e Ciência Abelhas reconhecem rostos humanos, têm sentimentos e são capazes de sonhar, afirma cientista

Abelhas reconhecem rostos humanos, têm sentimentos e são capazes de sonhar, afirma cientista

No livro "What a Bee Knows", professor reúne estudos que demonstram que abelhas são seres sencientes

Autor do livro estuda as abelhas há 40 anos

Autor do livro estuda as abelhas há 40 anos

PxHere

As coloridas abelhas, temidas por sua picada dolorosa e responsáveis pelo processo de polinização, começam a ganhar uma nova faceta graças ao estudo de cientistas que mostram que estes insetos são seres sencientes, capazes de percepções e sensações consideradas como o nível mais básico de consciência.

Lançado em março deste ano, o livro "What a Bee Knows: Exploring the Thoughts, Memories and Personalities of Bees" (O que uma Abelha Sabe: Explorando os Pensamentos, Memórias e Personalidades das Abelhas, em tradução livre - ainda sem edição em português), revela que as abelhas são capazes de demonstrar emoções sofisticadas, têm um limitado nível de consciência e podem até sonhar. 

Capacidade de reconhecer rostos

Escrito pelo entomologista Stephen Buchmann, professor das cadeiras de Entomologia, Ecologia e Biologia Evolucionária da Universidade do Arizona, que se dedica ao estudo destes pequenos animais há quarenta anos, o livro reúne diversos estudos que concluem que as abelhas são capazes de demonstrar emoções geralmente associadas aos mamíferos, como otimismo, frustração e medo.

Estes insetos também podem reconhecer diferentes rostos humanos e até experimentar sintomas semelhantes ao estresse pós-traumático. Além disso, os estudos indicam que elas processam memórias de longo prazo durante o sono e eventualmente podem até sonhar.

Embora seus cérebros sejam incrivelmente pequenos – apenas um milhão de neurônios em comparação com os 100 bilhões dos humanos – as abelhas têm habilidades notáveis ​​para navegar, aprender, comunicar e lembrar.

Da colmeia à polinização: conheça 7 curiosidades sobre as abelhas

Últimas