Tecnologia e Ciência Apple quer reduzir drasticamente emissão de carbono até 2030

Apple quer reduzir drasticamente emissão de carbono até 2030

Empresa pretende atingir 75% da meta por meio de reduções de emissões e o restante pela remoção ou projetos de compensação

Reuters - Tecnologia
Apple pretende remover emissões de carbono ao longo da próxima década

Apple pretende remover emissões de carbono ao longo da próxima década

Gonzalo Fuentes/Reuters - 20.07.2020


A Apple anunciou nesta terça-feira (21) que planeja remover emissões de carbono de todas as suas operações, incluindo cadeia de suprimentos e produtos ao longo da próxima década.

A companhia afirmou que suas operações corporativas globais, como escritórios e centrais de dados, já são neutras em emissões de carbono e que vai ampliar isso para milhares de fornecedores de sua cadeia de produtos.

A Apple afirmou que pretende conseguir atingir 75% da meta por meio de reduções de emissões e o restante virá da remoção de carbono ou de projetos de compensação como plantação de árvores e restauração de habitats.

O esforço vai incluir grandes fornecedores da Apple como a Foxconn.

A Apple afirmou que 74% de suas emissões de carbono são geradas por manufatura de produtos. Para ajudar a cumprir as metas, a empresa vai criar um fundo de 100 milhões de dólares para fornecer investimento para projetos de energia limpa dos fornecedores.

O mais recente relatório ambiental da Apple, do ano de 2018, afirma que a pegada de carbono da empresa é de 25,2 milhões de toneladas.
 

Assista também:
Telescópio da Nasa registra cometa Neowise no céu da Suíça

Últimas