Tecnologia e Ciência Arrasta para cima: Instagram testa liberar link nos Stories para todos

Arrasta para cima: Instagram testa liberar link nos Stories para todos

Ideia da rede social é disponibilizar um adesivo que funcione como um atalho para sites fora da plataforma 

Apenas usuários com selo verificado ou com 10 mil seguidores pode inserir links nos Stories

Apenas usuários com selo verificado ou com 10 mil seguidores pode inserir links nos Stories

Pixabay

Uma das funções mais desejadas pelos usuários do Instagram é poder inserir links nos Stories para permitir que seus seguidores façam o famoso "arrasta para cima”.

Com esse recurso, o internauta pode deslizar o dedo na tela para ser direcionado a um site fora da plataforma, o que aumenta a interação entre a rede social e outros endereços da internet.

Até então, esse recurso era disponibilizado apenas para usuários com mais de 10 mil seguidores ou para aqueles que possuem o selo de verificação da rede social, mas em breve todos poderão ter acesso a essa função.

Em entrevista ao The Verge, o chefe de produtos do Instagram, Vishal Shah, revelou que o recurso começou a ser testado em um pequeno grupo de usuários que não possuem o número de seguidores estabelecidos anteriormente.

A ideia desses testes é verificar quais os tipos de links que as pessoas disponibilizarão e também observar os possíveis casos de divulgação de spam e desinformação na plataforma.

De acordo com Vishal, a única diferença é que, ao invés de deslizar o dedo sobre a tela, os usuários com menos de 10 mil seguidores e sem o selo de verificação vão ter a opção de colocar uma espécie de adesivo nos stories.

Leia mais: Cão-robô Spot treina para futuras missões espaciais em Marte

Por conta disso, as pessoas precisarão clicar no item para serem direcionadas a outras páginas da internet e não mais “arrastar para cima”.

Os primeiros testes serão realizados com pessoas públicas que possuem voz ativa na rede social, mas não a ponto de atenderem aos requisitos mínimos para ter acesso a essa função, como ativistas.

*Estagiário do R7 sob supervisão de Pablo Marques

Últimas