Tecnologia e Ciência As estrelas têm som? Imagens do espaço captadas pelo telescópio Hubble viram música

As estrelas têm som? Imagens do espaço captadas pelo telescópio Hubble viram música

Nasa explica como cientistas atribuíram tom e volume ao elementos presentes no aglomerado estelar Caldwell 73 

Resumindo a Notícia

  • Nasa divulgou vídeo indicando como seria a música de um aglomerado estelar
  • Imagem foi mapeada para que seja obtido volume e tom das estrelas
  • Sonificação fornece uma nova maneira de experimentar e conceituar dados
Aglomerado de estrelas  Caldwell 73 foi escolhido para o experimento criado pela Nasa

Aglomerado de estrelas Caldwell 73 foi escolhido para o experimento criado pela Nasa

Reprodução site/Nasa

A Nasa divulgou, nesta terça-feira (21), Dia Mundial da Música, um vídeo de uma composição feita a partir de um aglomerado estelar. As imagens são do telescópio Hubble, responsável por fazer diversos registros do espaço, e publicadas no Instagram da agência espacial americana. 

O processo para criar a música não foi simples. Para identificar qual é o som de estrelas, planetas e meteoros que vagam pelo espaço foi necessário que os cientistas atribuíssem tom e volume aos elementos que aparecem na imagem.

Os profissionais escolheram o aglomerado estelar Caldwell 73 para fazer a sonificação. De acordo com a explicação da Nasa, a foto foi mapeada e os elementos que estão mais distantes do centro têm um tom mais alto. Dessa forma, o som é gerado. 

Assim, a imagem inteira foi convertida em som parecido com um coro. Enquanto as estrelas laranjas e vermelhas são representadas por uma marimba, instrumento composto por barras de madeira que produzem som ao serem tocadas, e as estrelas azuis são representadas por um glockenspiel, que tem uma estrutura formada por lâminas de metal. Ambos os instrumentos são semelhantes a um xilofone.

Segundo a Nasa, nenhum som pode viajar no espaço, mas as sonificações fornecem uma nova maneira de experimentar e conceituar dados.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Pablo Marques

Últimas