'Asteroide' que se aproxima da Terra pode ser pedaço de um foguete

Parte da estrutura que foi ao espaço em 1966 foi observada por um telescópio localizado no Havaí, nos EUA, em setembro deste ano

Cientistas confundem asteroide que parte de foguete que foi lançado rumo à Lua

Cientistas confundem asteroide que parte de foguete que foi lançado rumo à Lua

Divulgação/Nasa

O maior especialista em asteroides da NASA, Paul Chodas, afirmou que o que se pensava ser um asteroide prestes a entrar na órbita da Terra, visto por um telescópio no Havaí no mês passado, é, na realidade, o pedaço de um foguete de 8 metros lançado em uma missão fracassada de pouso na Lua em 1966.

Depois de liberar sua carga útil, o Centauro, que impulsionou com sucesso o módulo de pouso Surveyor 2 da NASA até a Lua, passou pelo satélite e entrou em órbita ao redor do Sol. O módulo de pouso, no entanto, acabou colidindo com a Lua depois que um de seus propulsores não acendeu.

Segundo Chodas, que é diretor do Centro de Estudos de Objetos Próximos à Terra no Laboratório de Propulsão a Jato da NASA, na Califórnia, o objeto tinha uma órbita quase circular em torno do Sol, o que seria incomum para um asteroide.
Além disso, o foguete estaria se aproximando da Terra 2,4 km/h, uma velocidade lenta para os padrões desse tipo de astro.

"Eu posso estar errado nisso. Não quero parecer excessivamente confiante.
"Mas é a primeira vez, na minha opinião, que todas as peças se encaixam em um lançamento conhecido de verdade", afirmou.

Chodas prevê que o objeto passará quatro meses circulando na órbita da Terra a partir de meados de novembro.

*Estagiária do R7 sob supervisão de Pablo Marques