Astronomia

Tecnologia e Ciência Cientistas descobrem evidências da primeira lua fora do Sistema Solar

Cientistas descobrem evidências da primeira lua fora do Sistema Solar

Variações de luz captadas pelos telescópios espaciais Kepler e Hubble indicam a possível presença de uma exolua na órbita do planeta Kepler-1625b

Representção gráfica do planeta Kepler-1625b e de sua possível lua

Representção gráfica do planeta Kepler-1625b e de sua possível lua

Foto: Dan Durda

Os astrônomos Alex Teachey e David M. Kipping, da universidade de Columbia, nos EUA, anunciaram a descoberta de evidências da primeira exolua, uma lua na orbita de planeta Kepler-1625b, que fica fora do Sistema Solar.

Leia também: Quais foram os animais que os cientistas já enviaram ao espaço?

As variações de luz detectadas pelo telescópio espacial Kepler, durante a observação de 284 planetas em trânsitos, foram as primeiras indicações da existência de uma exolua. Em seguida, o telescópio Hubble, que é mais preciso, também identificou oscilações de luminosidade.

Os momentos de escuridão captados pelos equipamentos seriam provocados pela passagem de algo entre uma fonte de luz e um planeta. Os pesquisadores, então, concluíram que existe a possibilidade do planeta Kepler-1625b ter uma lua em sua órbita.

Leia também: Descubra 7 curiosidades sobre a vida no espaço em 7 GIFs

"A lua segue o planeta como um cachorro segue seu dono guiado por uma coleira", explicou Kipping, um dos responsáveis pela pesquisa.

Os responsáveis pela pesquisa lembram que a evidência da primeira exolua ainda deverá ser confirmada com a sequência dos estudos.

Leia também: Veja 10 fotos incríveis do planeta Terra registradas do espaço

Últimas