Tecnologia e Ciência EUA processam Google por abuso do domínio da empresa na área de publicidade online

EUA processam Google por abuso do domínio da empresa na área de publicidade online

Governo de Joe Biden pressiona para que o gigante das buscas venda o gerenciador de anúncios da companhia

Reuters

Resumindo a Notícia

  • O Departamento de Justiça dos Estados Unidos entrou com processo contra o Google
  • O governo alega abuso do domínio da empresa na área de publicidade online
  • Esse é o mais recente golpe das autoridades para frustrar o poder de mercado da big tech
  • Por sua vez, o gigante das buscas classifica o argumento da tentativa de 'falho'
Google é processado nos EUA por abuso do domínio na área de publicidade online

Google é processado nos EUA por abuso do domínio na área de publicidade online

REUTERS - 20.01.2023

Nesta terça-feira (24), o Departamento de Justiça dos Estados Unidos entrou com processo contra o Google por abuso do domínio da empresa na área de publicidade online. No mais recente golpe para frustrar o poder de mercado da big tech, as autoridades pressionam a companhia a vender seu gerenciador de anúncios.

A ação faz parte da tentativa do governo do EUA de nivelar o mercado de tecnologia, o que também inclui outras empresas, como Amazon, Meta (proprietária do Facebook) e Apple.

"O Google usou meios anticompetitivos, excludentes e ilegais para eliminar ou diminuir severamente qualquer ameaça ao seu domínio sobre as tecnologias de publicidade digital”, diz trecho da acusação antitruste.

Resposta do Google

O processo movido pelo governo do presidente Joe Biden segue um processo antitruste de 2020, durante a gestão Donald Trump. Oito estados aderiram à acusação contra o Google, incluindo o estado que abriga a sede da empresa, a Califórnia.

A área representa de publicidade online 80% de receita do gigante das buscas. A ferramenta Google Ad Manager é um conjunto de soluções que permitem aos sites oferecerem espaço para anúncios.

A dona do serviço alega que o governo está "reforçando um argumento falho, que retardaria a inovação, aumentaria as taxas de publicidade e dificultaria o crescimento de milhares de pequenas empresas e editoras".

No entanto, o procurador-geral da Califórnia, Rob Bonta, disse que as práticas da big tech "sufocaram a criatividade em um espaço onde a inovação é crucial".

Já Phil Weiser, procurador-geral do Colorado, reforça que o domínio do Google levou a taxas mais altas para os anunciantes e menos dinheiro para os editores com espaço publicitário para oferecer. "Estamos entrando com essa ação para desfazer o monopólio do Google e restaurar a concorrência no negócio de publicidade digital", defendeu.

Diante desse cenário, as ações da empresa apresentaram queda de 1,9% nesta terça.

Abaixo, veja os produtos mais estranhos exibidos na feira de tecnologia CES:

Últimas