Tecnologia e Ciência Fabricante de carros elétricos deixa de usar couro animal nos bancos

Fabricante de carros elétricos deixa de usar couro animal nos bancos

Tesla, empresas do bilionário Elon Musk, usará apenas couro sintético no acabamento da parte interna do Model 3 e promete carro 'vegano' em 2020

Carro de luxo troca couro animal

Interior do Model 3 da Tesla não terá itens recobertos com couro animal

Interior do Model 3 da Tesla não terá itens recobertos com couro animal

Divulgação/Tesla

A montadora de carros elétricos Tesla anunciou em sua conta do Twitter no último sábado (31), que o Model 3 será 100 % livre de couro animal em toda parte interna do veículo.

O empresário Elon Musk já havia se comprometido a eliminar o uso do material de origem animal nos carros da Tesla até o fim deste ano. 

Antes de decidir por retirar completamente os itens recobertos de couro da linha de montagem do Model 3, os clientes da Tesla podiam optar por bancos com o acabamento em material sintético no momento da compra do veículo.

A PETA, organização não governamental voltada para as questões ambientais, pressiona a montadora desde 2015 para que os veículos não tenham mais itens recobertos com couro animal. 

A Tesla também prometeu que seu próximo Model Y, que deve ser lançado em 2020, será totalmente 'vegano', ou seja, não terá nenhum item em sua fabricação de origem animal. 

*Estagiária do R7, sob supervisão de Pablo Marques