Tecnologia e Ciência Facebook proíbe conteúdo de apoio aos talibãs, confirma porta-voz

Facebook proíbe conteúdo de apoio aos talibãs, confirma porta-voz

Rede social irá retirar contas mantidas em nome do grupo e não será permitido elogiar, apoiar ou representar o movimento

Facebook disse ainda que o Talibã é uma organização terrorista

Facebook disse ainda que o Talibã é uma organização terrorista

Freepik

A rede social Facebook confirmou nesta terça-feira (17) que proibiu em suas plataformas todo o conteúdo que expresse apoio aos talibãs, que tomaram o poder no Afeganistão, por considerar o grupo uma organização terrorista.

Para a companhia que mantém a ferramenta, segundo informa a emissora britânica de televisão BBC, foi designado um grupo de especialistas afegãos para seguir de perto todo o conteúdo que possa estar relacionado com os talibãs, que durante muitos anos usaram as redes sociais para difundir mensagens.

"Os talibãs são considerados uma organização terrorista, em virtude da legislação dos Estados Unidos, e os banimos dos nossos serviços, a partir das políticas de Organização Perigosa. Isso quer dizer que retiramos contas mantidas em nomes dos talibãs e é proibido elogiá-los, apoiá-los e representá-los", disse um porta-voz do Facebook à BBC.

De acordo com a fonte consultada pela cadeia britânica, os especialistas afegãos que oferecem suporte à companhia falam os idiomas dari e pashtun, com isso, podem identificar conteúdo referente aos talibãs.

O Facebook ainda informou que a política está vigente para todas as plataformas que mantém, inclusive, o Instagram e o Whatsapp, e complementou, indicando que tomará medidas caso localize contas vinculadas ao grupo.

Últimas