Tecnologia e Ciência Foguete da SpaceX explode e pega fogo durante teste em solo nos EUA

Foguete da SpaceX explode e pega fogo durante teste em solo nos EUA

Acidente de protótipo foi transmitido ao vivo pela internet; o bilionário Elon Musk comentou o caso nas redes sociais

Resumindo a Notícia

  • Protótipo Super Heavy Booster 7 estava sendo desenvolvido para a espaçonave Starship
  • Nas imagens, é possível ver o momento da explosão e a base do foguete em chamas
  • Musk explicou que o problema era específico do teste de partida giratória do motor
  • É provável que a explosão atrapalhe o objetivo de Musk de lançar a Starship em órbita este ano
Foguete da SpaceX explode após teste nos Estados Unidos

Foguete da SpaceX explode após teste nos Estados Unidos

Reprodução YouTube/NASA Spaceflight

Um foguete de propulsão da empresa SpaceX explodiu após um teste na última segunda-feira (11) no sul do Texas, nos Estados Unidos. O protótipo Super Heavy Booster 7 estava sendo desenvolvido para a espaçonave de última geração Starship.

O exercício da empresa espacial estava sendo transmitido ao vivo em uma gravação do site Nasa Spaceflight. Nas imagens, é possível ver o momento da explosão. Em seguida, o incêndio atinge a base do foguete e dá para ver uma fumaça densa. A câmera que gravou a cena chega a balançar. Apesar do susto, não houve feridos.

Assista abaixo:

Nas redes sociais, o bilionário Elon Musk, fundador da SpaceX, comentou o acidente. "Sim, na verdade não é bom. A equipe está avaliando os danos", disse no Twitter, após a explosão no início da noite.

Além disso, o magnata explicou que o problema era específico do teste de partida giratória do motor. “No futuro, não faremos um teste de partida giratória com todos os 33 motores de uma vez”, completou Musk.

A falha ocorreu no meio de uma série de testes estáticos de um dia do booster, um veículo equipado com 33 motores Raptor para uso em um próximo voo de teste orbital não tripulado. As informações são do tabloide britânico Metro, com base na agência Reuters.

É provável que a explosão atrapalhe o objetivo de Musk de lançar a Starship em órbita este ano.

A nave estelar é fundamental para os planos da Nasa de retornar à Lua, bem como para a missão de Musk de tornar os humanos uma “espécie interplanetária” começando com Marte.

Em junho, o programa de foguetes Super Heavy proposto pela SpaceX recebeu aprovação do governo, mas há uma sequência de condições ainda pendentes. Não está claro se a FAA (Administração Federal de Aviação dos EUA, em português) investigará a explosão.

O Metro e a Reuters questionaram a SpaceX, que não comentou a explosão.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Raphael Hakime

Últimas