Tecnologia e Ciência Italiana se torna primeira astronauta europeia a fazer uma caminhada espacial

Italiana se torna primeira astronauta europeia a fazer uma caminhada espacial

Samantha Cristoforetti ficará fora da estação espacial internacional por sete horas ao lado do russo Oleg Artemiev

AFP

Resumindo a Notícia

  • Astronauta teve que realizar várias tarefas relacionadas ao módulo científico russo Nauka
  • Outra tarefa foi com o novo braço robótico ERA colocado em órbita em julho de 2021
  • Caminhada espacial da astronauta é a terceira missão do ERA, que mede 11 metros
Samantha Cristoforetti da ESA é vista da câmera do capacete do comandante da Expedição 67, Oleg Artemiev

Samantha Cristoforetti da ESA é vista da câmera do capacete do comandante da Expedição 67, Oleg Artemiev

Jose Romero/Nasa TV/AFP

A italiana Samantha Cristoforetti se tornou, nesta quinta-feira (21), a primeira astronauta europeia a sair ao espaço da Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês), segundo um vídeo enviado pela Nasa.

Sua missão com o russo Oleg Artemiev, a cerca de 400 km da superfície da Terra, começou às 15h (12h de Brasília), com duração prevista de sete horas.

Ambos tiveram que realizar várias tarefas relacionadas ao módulo científico russo Nauka e particularmente com o novo braço robótico ERA (European Robotic Arm).

Esse braço de 11 metros de comprimento, que foi posto em órbita em julho de 2021 após vários atrasos, foi anexado ao módulo russo da ISS.

O ERA pode ser direcionado de dentro ou de fora da estação espacial, para tarefas de manutenção ou para equipar a ISS.

Essa caminhada espacial da astronauta italiana, formada pela Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês), e do cosmonauta russo é a terceira missão do ERA.

O braço robótico europeu está no meio de uma polêmica política, depois que a ESA anunciou que iria interromper sua colaboração com a agência russa para a missão russa ExoMars devido à invasão da Ucrânia.

Em retaliação, o chefe da agência espacial russa, Dmitri Rogozin, "ordenou" aos cosmonautas russos na ISS que parassem de trabalhar no ERA.

Rogozin foi demitido na sexta-feira passada pelo presidente Vladimir Putin, e a cooperação foi retomada.

Samantha Cristoforetti, engenheira e piloto de caça de 45 anos, viajou ao espaço duas vezes. Ela chegou à ISS em 27 de abril e detém o recorde de maior duração no espaço em uma missão para uma mulher, com total de 199 dias em órbita, entre 2014 e 2015.

Últimas