Tecnologia e Ciência Lojas de conveniência no Japão passam a contratar robôs como estoquistas

Lojas de conveniência no Japão passam a contratar robôs como estoquistas

Falta de mão de obra e otimização do tempo dos funcionários estão entre as razões para utilização da tecnologia

Resumindo a Notícia

  • Cerca de 300 unidades de rede de lojas japonesa já estão usando o robô
  • Braços robóticos trabalham na reposição de bebidas em geladeiras
  • Cada uma das máquinas de inteligência artificial pode ser usadas 3 horas por dia
  • Empresas do projeto já pensam em exportar tecnologia para lojas nos EUA
Robô repondo estoque de uma das lojas de conveniência no Japão

Robô repondo estoque de uma das lojas de conveniência no Japão

Divulgação/Telexistence

A rede de lojas de conveniência FamilyMart vem anunciando novas contratações para os estabelecimentos da empresa no Japão. Porém, nenhum deles são humanos, e sim robôs.

A falta de mão de obra no país levou as lojas a criarem alternativas. Cerca de 300 unidades da FamilyMart receberam robôs equipados com inteligência artificial, que realizam a reposição de bebidas nas geladeiras.

Assista ao vídeo abaixo, que mostra a rotina de trabalho dos braços robóticos equipados para o trabalho nas lojas de conveniência:

A tecnologia usada é chamada de TX SCARA (Braço robótico de montagem de conformidade seletiva, na tradução livre). Cada braço robótico pode substituir até três horas de trabalho feito por um humano em um dia.

Segundo informações da Japan Times, os robôs podem trabalhar até 98% do tempo sem nenhum auxílio de um ser humano.

A cadeia de lojas irá pagar um valor mensal para a empresa dona da tecnologia dos robôs, a Telexistence, para manutenção e suporte dos novos empregados.

“O declínio da população trabalhadora do Japão é uma das principais questões de gestão para a FamilyMart continuar com as operações estáveis ​​das lojas”, afirma Tomohiro Kano, gerente geral da rede. “O tempo recém-criado [para os empregados humanos] pode ser realocado para atendimento ao cliente e aprimoramento do chão de fábrica”, completa.

A Telexistence e a FamilyMart trabalham agora para exportar a tecnologia para as lojas de conveniências nos Estados Unidos, com o objetivo de expandir o negócio.

Últimas