Tecnologia e Ciência Microsoft comprará Activision-Blizzard por R$ 380 bilhões

Microsoft comprará Activision-Blizzard por R$ 380 bilhões

Gigante de videogames americano enfrenta alegações de assédio sexual contra mulheres

Logotipo da Microsoft em um prédio em Chevy Chase, Maryland

Logotipo da Microsoft em um prédio em Chevy Chase, Maryland

Eva Hambach/AFP - 20.05.2021

A empresa de tecnologia norte-americana Microsoft anunciou nesta terça-feira (18) um acordo de US$ 69 bilhões (R$ 380 bilhões) para comprar o gigante de videogames americano Activision Blizzard, a empresa por trás de sucessos como Call of Duty, que tem sofrido acusações de discriminação sexual contra mulheres.

"Esta aquisição vai acelerar o crescimento dos negócios de jogos da Microsoft em dispositivos móveis, PCs, consoles e nuvem e fornecerá elementos básicos para o metaverso", disse a Microsoft em comunicado.

A Activision, fabricante de Candy Crush, com sede na Califórnia, foi atingida por protestos de funcionários, demissões e um processo que a acusa de permitir condições de trabalho tóxicas.

Funcionários da Activision Blizzard pedem mudanças nas condições de trabalho para mulheres

Funcionários da Activision Blizzard pedem mudanças nas condições de trabalho para mulheres

David Mcnew/AFP - 28.07.2021

Nos últimos sete meses, a empresa recebeu cerca de 700 relatórios contendo preocupações de funcionários sobre agressão sexual, assédio ou outra má conduta e, em alguns casos, relatórios separados sobre os mesmos incidentes, informou o The Wall Street Journal.

Quase 20% dos 9.500 funcionários da Activision Blizzard assinaram uma petição pedindo a renúncia do CEO Bobby Kotick.

Últimas