Tecnologia e Ciência Musk eleva proposta em US$ 6,25 bilhões e promete pagar 75% do Twitter com recursos próprios

Musk eleva proposta em US$ 6,25 bilhões e promete pagar 75% do Twitter com recursos próprios

Bilionário vai pagar US$ 33 bilhões do próprio bolso para comprar a rede social, cuja oferta total é de US$ 44 bilhões

Elon Musk propôs comprar parte do Twitter por US$ 33,5 bilhões em dinheiro

Elon Musk propôs comprar parte do Twitter por US$ 33,5 bilhões em dinheiro

Andrew Kelly/Reuters - 02.05.2022

Elon Musk, o homem mais rico do mundo, anunciou nesta quarta-feira (25) a proposta de US$ 33,5 bilhões em dinheiro para comprar o Twitter, valor acima dos 27,3 bilhões de dólares propostos anteriormente, reduzindo ainda mais o valor do crédito bancário para chegar ao valor total da compra, de US$ 44 bilhões.

Musk, que inicialmente tinha assinado empréstimos da ordem de 25,5 bilhões de dólares, reduziu esses créditos a 13 bilhões de dólares, segundo o documento registrado nesta quarta-feira pela Comissão de Valores Mobiliários americana (SEC), o que suaviza consideravelmente sua carga financeira.

Ainda neste mês, o bilionário chegou a anunciar a suspensão temporária da compra do Twitter para aguardar detalhes sobre a proporção de contas falsas na rede social.

"O acordo sobre o Twitter fica em suspenso de maneira temporária à espera de detalhes que sustentem o cálculo de que as contas falsas representam menos de 5% dos usuários", tuitou. Horas depois, ele declarou que ainda estava comprometido com a compra da rede social

Diante das exigências, o CEO do Twitter, Parag Agrawal, tuitou que a plataforma suspende mais de meio milhão de contas que parecem falsas a cada dia, em geral antes mesmo de serem vistas, e bloqueia semanalmente milhões que não passam nas verificações para garantir que as contas sejam controladas por humanos, e não por um software.

Agrawal disse que as análises internas mostram que menos de 5% das contas ativas em um dia médio são classificadas como spam, mas elas não podem ser replicadas por terceiros devido a requisitos de privacidade.

Musk, que afirma que os bots são uma praga no Twitter e que considera uma prioridade livrar-se deles caso assuma o controle da plataforma, respondeu à explicação de Agrawal com um emoji de cocô.

Mais privacidade? Saiba como dificultar a localização de seu perfil no Twitter

Últimas