Robô Perseverance percorre primeiros metros em Marte

Percurso de 6,5 metros foi considerado um grande feito para a missão, informaram cientistas da Nasa 

Foto fornecida pela NASA mostra marcas de pneus deixadas pelo rover Perseverance Mars, da NASA. O robô se moveu pela primeira vez desde o pouso em Marte em 18 de fevereiro

Foto fornecida pela NASA mostra marcas de pneus deixadas pelo rover Perseverance Mars, da NASA. O robô se moveu pela primeira vez desde o pouso em Marte em 18 de fevereiro

EFE/EPA/NASA JPL Caltech - 06.03.2021

O robô explorador Perseverance realizou seu primeiro trajeto sobre a superfície de Marte, um percurso de 6,5 metros, um grande feito para a missão, informaram cientistas da Nasa na sexta-feira (5).

Duas semanas após chegar ao planeta vermelho, em 18 de fevereiro, o robô deu seus "primeiros passos" na tarde de quinta-feira, ao se deslocar pouco mais de quatro metros para a frente, girar 150 graus para a esquerda e retroceder 2,5 metros.

"Nossa primeira viagem foi incrivelmente boa. Agora, estamos seguros de que nosso sistema de propulsão está pronto para funcionar, capaz de nos levar aonde a ciência nos leve durante os próximos dois anos", disse em entrevista coletiva Anais Zarifian, engenheira do Laboratório de Propulsão da Nada e que integra a equipe responsável pelos testes de mobilidade do Perseverance.

Os membros da missão do robô, cuja velocidade máxima é de 0,01 milhas por hora (cerca de 16 metros por hora), ainda assim mais rápida do que a do antecessor Curiosity, detalharam que Perseverance fará deslocamenos regulares de aproximadamente 200 metros quando começar a fazer pesquisas científicas.

Os integrantes da equipe mostraram nesta sexta-feira imagens das marcas deixadas pelas rodas do veículo sobre a superfície rochosa de Marte.

Katie Stack Morgan, cientista adjunta da missão, anunciou que o local onde o robô pousou na cratera Jezero foi chamado de Octavia E. Butler, em homenagem à escritora de ficção científica nascida no estado americano da Califórnia.

Segundo explicaram, nos últimos dias, o veículo realizou atualizações de programas e diversos testes, entre eles o de dois sensores de vento do instrumento Mars Environmental Dynamics Analyzer (MEDA), desenvolvido pelo Centro de Astrobiologia da Espanha (INTA-CSIC).

Também nesta semana, os cientistas da missão testaram pela primeira vez o braço robótico de 2 metros de comprimento do robô, flexionando cada uma de suas cinco articulações durante duas horas.

O subdiretor de missão, Robert Hogg, disse que estão sendo realizadas análises para determinar o melhor local para posicionar o helicóptero Ingenuity Mars. Os primeiros testes e medições necessários antes de o helicóptero poder fazer o seu primeiro voo deverão ser concluídos antes do verão.

Ao longo das duas primeiras semanas no planeta vermelho, Perseverance já enviou cerca de 7.000 imagens capturadas pelo "conjunto de câmeras mais avançado que já viajou para Marte", como disse Morgan.

O robô tem a missão de procurar vida antiga, coletar amostras, estudar a geologia e o clima de Marte e preparar o caminho para uma viagem tripulada.

Últimas