Tecnologia e Ciência 'Som é realmente de outro mundo', diz Nasa sobre 1º ruído de Marte

'Som é realmente de outro mundo', diz Nasa sobre 1º ruído de Marte

A sonda InSight, que pousou no planeta há 12 dias, gravou o barulho do vento; captura de áudio, considerado assombroso, não estava planejado

Som em Marte é captado pela 1ª vez por sonda InSight. Ouça aqui

A sonda InSight pousou em solo marciano em 26 de novembro

A sonda InSight pousou em solo marciano em 26 de novembro

NASA / JPL-Caltech

O vento soprando em Marte foi o primeiro som captado no planeta vermelho na história. A façanha foi conseguida pela sonda InSight, da Nasa, que pousou no local há 12 dias.

O curioso é que a espaçonave não tem microfone. Os ruídos foram capturados por um instrumento a bordo para medir vibrações de terra que captou ondas sonoras, que são vibrações no ar.

“A captura desse áudio não foi planejada. Mas um dos objetivos da missão é medir a movimentação em Marte e isso inclui o movimento causado pelas ondas sonoras”, afirmou Bruce Banerdt, líder da missão, por meio de comunicado.

Os sensores da InSight capturaram um ruído baixo que sopravam entre 5 a 7 metros por segundo no dia 1º de dezembro. Os ventos fizeram a nave vibrar, e os sismógrafos registraram as vibrações.

Os sons são baixos, mas assombrosos, segundo a Nasa, porque os instrumentos não são sensíveis a frequências mais altas. Mas o ar em Marte também é extremamente fino - cerca de 1% da densidade da Terra - e isso favorece os sons de baixa frequência, segundo informações publicadas no jornal norte-americano The New York Times.

A Nasa produziu uma versão da gravação que elevou os sons em duas oitavas.

"Sons realmente de outro mundo"

“Para mim, os sons realmente não são desse mundo. Eles soam como o vento ou talvez o oceano rugindo ao fundo. Mas também há uma sensação estranha”, disse Banerdt durante entrevista coletiva realizada por teleconferência na sexta-feira (6).

Um segundo instrumento, um sensor que faz parte da estação meteorológica da InSight, também captou vibrações sonoras, embora a uma frequência muito menor que pode ser ouvida talvez por elefantes e baleias, mas não por pessoas, de acordo com o NYT.

Não é primeira vez que sismógrafos capturam ruídos de vento em Marte. A missão Viking, primeira a pousar no planeta há 42 anos, também captou, mas não em frequências audíveis.

Segundo a Nasa, um som ainda mais claro do planeta vermelho está por vir. Em 2020, o rover Mars 2020 está programado a pousar com dois microfones a bordo.

Ouça o som de Marte captado pela sonda InSight: