Tecnologia e Ciência SpaceX lança com sucesso primeira missão orbital só com civis a bordo

SpaceX lança com sucesso primeira missão orbital só com civis a bordo

O foguete Falcon 9 decolou do Centro Espacial Kennedy levando a cápsula Dragon com os 4 tripulantes que passarão 3 dias em órbita

O lançamento aconteceu pouco após às 21h, no Centro Espacial Kennedy, na Flórida

O lançamento aconteceu pouco após às 21h, no Centro Espacial Kennedy, na Flórida

Reprodução YouTube/SpaceX

A SpaceX, do bilionário Elon Musk, realizou com sucesso, nesta quarta-feira (15), o primeiro lançamento de uma missão orbital só com civis a bordo. O foguete Falcon 9 decolou do Centro Espacial Kennedy, na Flórida, perto das 21h (horário de Brasília) levando os quatro tripulantes que passarão três dias dentro da cápsula Dragon na órbita da Terra.

A decolagem foi cercada de expectativa e atraiu 400 mil espectadores simultâneos ao canal da SpaceX, onde puderam acompanhar ao vivo o lançamento do foguete que levou os tripulantes da missão batizada de Inspiration4. Ao todo, mais de 1,2 milhão de pessoas assistiram a transmissão oficial pelo YouTube.

Lançamento

Os tripulantes começaram a embarcar na Dragon perto das 18h e ficaram cerca de três horas sentados na cabine em posição de voo aguardando o lançamento. 

Perto das 20h20, o braço da plataforma de embarque que leva até a Dragon foi desconectado da cápsula, mostrando que os preparativos para o lançamento estavam sendo seguidos como planejado. Mais de 100 mil pessoas já acompanhavam os últimos ajustes para a decolagem na transmissão ao vivo.

Braço de embarque foi desacoplado da Dragon cerca de 40 min antes do lançamento

Braço de embarque foi desacoplado da Dragon cerca de 40 min antes do lançamento

Reprodução YouTube/SpaceX

Faltando cerca de 10 minutos, a tripulação recebeu um boa sorte da equipe em Terra. “Hoje vocês estão inspirando o mundo. Tenham uma boa missão e boa sorte”. Pouco depois os motores da Falcon 9 começaram a ser preparados para o lançamento e a plataforma que dava suporte ao foguete e à cápsula foi solta.

Após a contagem regressiva, a Falcon 9 decolou levando os quatro tripulantes dentro da Dragon. De acordo com a equipe de transmissão oficial da SpaceX, tudo saiu conforme o esperado para a missão Inspiration4.

Cinco minutos após o lançamento, a Dragon já havia alcançado a altitude de 200 km, a uma velocidade de quase 12 mil km/h. Os tripulantes estavam bem animados e felizes com o sucesso da missão até então.

Pouco mais de 12 minutos após a decolagem, a cápsula Dragon se soltou do último estágio da Falcon 9 e os tripulantes estavam no espaço por si. Em seguida, a SpaceX anunciou no Twitter que o primeiro módulo da Falcon 9 pousou na Terra com sucesso.

Tripulantes abriram as viseiras momentos após a Dragon se separar da Falcon 9

Tripulantes abriram as viseiras momentos após a Dragon se separar da Falcon 9

Reprodução YouTube/SpaceX

Cerca de 20 minutos após o lançamento, a equipe da SpaceX confirmou: a Imagination4 estava na órbita da Terra.

Tripulação

O comandante da nave é o empresário Jared Isaacman, responsável por financiar a missão. A SpaceX não revelou valores, mas é especulado que o CEO da companhia de processamento de pagamentos Shift4 Payments desembolsou dezenas de milhões de dólares para que a Inspiration4 saísse do papel.

Além de Isaacman, Sian Proctor, Chirs Sembroski e Hayley Arceneaux passarão 72 horas dando voltas na Terra em uma altitude de cerca de 250 mil metros.

A missão é vista como um teste para a viabilidade do turismo espacial em um futuro não tão distante. Durante os próximos três dias, os tripulantes passarão por testes cognitivos, qualidade de sono, frequência cardíaca e sangue.

Os resultados serão analisados e comparados com exames feitos antes da viagem para avaliar o impacto das 72 horas em voo orbital no entorno da Terra.

Apesar da missão ter sido declarada como um teste para o turismo espacial, os tripulantes foram treinados por meses para a Inspiration4. Além de voos parabólicos para experimentar a ausência de peso corporal, Isaacman, Proctor, Sembroski e Arceneaux também passaram por centrífugas que simulam a grande força G da decolagem ou pouso.

Últimas