Tecnologia e Ciência Um em cada três latino-americanos trocaria nudes por dinheiro

Um em cada três latino-americanos trocaria nudes por dinheiro

Pesquisa realizada em seis países mostra que na Argentina quase metade das pessoas venderiam suas fotos sem roupa

Troca de nudes por dinheiros

Pixabay

Nem todo mundo tem medo de ter fotos íntimas divulgadas nas redes sociais. Isso é o que mostra uma pesquisa realizada com 2.326 pessoas em seis países da América Latina: Brasil, Argentina, Peru, Colômbia, Chile e México.

Segundo o levantamento da Kaspersky, em média, uma em cada três pessoas nesses países trocariam fotos nuas por dinheiro.

A grande maioria das respostas positiva foram de homens, 44%, apenas 17% das mulheres disseram que venderiam suas fotos sem roupa.

Os argentinos foram os que se mostraram mais abertos a aceitar esse tipo de proposta, com 45% dos internautas dispostos lucrar com a exposição. Em seguida aparecem os mexicanos (31%) e os chilenos (27%)

Os brasileiros ficaram na quarta posição do ranking da pesquisa, 26% disseram que aceitariam fazer postagens íntimas nessa circunstância. O Peru aparece na sequência com 25% e por último a Colômbia com 24%. 

Segundo a pesquisa, apenas 6% dos entrevistados se arrependem de ter publicado fotos com pouca roupa. No entanto, 23% disseram lamentar o compartilhamento de imagens vergonhosas em festas. Outros 19% lamentaram a postagem por expor informações pessoais relacionadas. Enquanto isso, 18% se arrependem de ter publicado comentários negativos para outros usuários.

O levantamento faz parte da campanha Ressaca Digital, que busca conscientizar sobre os riscos que as pessoas estão expostas na internet e nas redes sociais.

Veja também: Universidade faz previsão sobre futuro da tecnologia até 2038