Cidades

29/1/2013 às 10h57 (Atualizado em 29/1/2013 às 10h58)

Jovem morta em tragédia de Santa Maria foi trabalhar no lugar da mãe em boate 

Janaína Portela chegou a conseguir fugir da boate em chamas, mas preferiu voltar para ajudar no resgate de conhecidos 

Do Fala Brasil

Uma das 231 vítimas da tragédia de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, foi uma jovem que foi trabalhar na boate Kiss no lugar de sua mãe.  

Janaína Portela foi cobrir sua mãe, Natalícia Moraes da Silva, que lavava copos na boate Kiss. Naquele sábado, Natalícia se sentiu mal e pediu à filha que fosse trabalhar em seu lugar.   

Segundo amigos, Janaína chegou a conseguir fugir da boate em chamas, mas preferiu voltar para ajudar no resgate de conhecidos.   

Veja a cobertura completa do incêndio que deixou centenas de mortos em Santa Maria (RS)

Mãe de vítima da Kiss fala em falta de fiscalização

Pneumonia química pode se manifestar até três dias depois da tragédia em Santa Maria

Em marcha silenciosa, Santa Maria exige justiça por seus mortos

Assista à reportagem completa:  

 

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!