Motorista envolvido em acidente com Shaolin é condenado a dois anos

Por ser réu primário, motorista cumprirá condenação em liberdade

Motorista deverá prestar serviço comunitário por não ter socorrido humorista
Motorista deverá prestar serviço comunitário por não ter socorrido humorista Divulgação

O motorista Jobson Clemente Benício, envolvido no acidente com o humorista Shaolin em janeiro de 2011, foi condenado a dois anos de prisão e um ano de suspensão da carteira de habilitação nesta terça-feira (13), em Campina Grande (PB). A sentença foi proferida pelo juiz  Vandemberg de Freitas rocha, da 4ª Vara Criminal.

Ele foi acusado por lesão corporal e omissão de socorro, por ter fugido do local do acidente. Benício foi denunciado pelo Ministério Público por crime de trânsito sem dolo eventual, o que quer dizer que não existem agravantes na acusação.

Por ser réu primário, o motorista cumprirá a condenação em liberdade e deve prestar serviços comunitários.

Leia mais notícias do R7

O promotor Sócrates da Costa Agra afirmou que o motorista poderia ter prestado socorro a Shaolin sem colocar em risco sua própria vida, mas preferiu fugir do local do acidente.

Antes das alegações finais, o MP pediu para a Polícia Rodoviária Federal as fotos tiradas no dia do acidente, em 18 de janeiro de 2011. Benício teria invadido a faixa contrária da rodovia BR-230 e atingido o carro em que o humorista estava. Em depoimento, o motorista diz que não causou o acidente que deixou Shaolin ferido.

Recuperação

Shaolin se recupera em casa do acidente. A batida aconteceu na BR-230, na região de Mutirão. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o comediante dirigia no sentido São José da Mata da rodovia quando um caminhão, que vinha na faixa oposta, invadiu a contramão e bateu contra o veículo do artista.

No último mês, ele ganhou um aparelho da apresentadora Ana Hickmann que lê o movimento das pálpebras e assim ele consegue se comunicar. Apesar de estar consciente, ele não tem nenhum movimento do corpo.