Pelo menos 20 presos de Santa Catarina serão transferidos para presídios federais

Medida foi anunciada pelo governador do Estado nesta sexta-feira 

Ônibus são escoltados pela Polícia Militar por causa dos atentados dos últimos dias no Estado de SC
Ônibus são escoltados pela Polícia Militar por causa dos atentados dos últimos dias no Estado de SC Marcelo Bittencourt/FuturaPress/EstadãoConteúdo

Pelo menos 20 presos de alta periculosidade serão transferidos para penitenciárias federais, de acordo com o governador do Estado, Raimundo Colombo. A decisão foi tomada a partir da avaliação das forças de segurança do Estado. O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, já havia dito que essa possibilidade estava sendo estudada pelos governos estadual e federal.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública de SC, a medida integra o conjunto de ações que o governo d vem tomando para conter a onda de ataques criminosos e de vandalismo registradas em Santa Catarina nos últimos 10 dias. Por questão de segurança, a secretaria informou que não será divulgada a data nem a lista dos detentos que deixarão Santa Catarina nos próximos dias.

Colombo reafirmou que por questões técnicas não recorreu à Força Nacional de Segurança e garantiu que as Polícias Militar, Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar Rodoviária, agentes penitenciários e Polícia Federal estão trabalhando de forma integrada.

Governo estuda transferir presos para presídios federais

Leia mais notícias de Cidades

— Temos o efetivo necessário e essa decisão de não trazer a Força Nacional para SC foi tomada em conjunto com o Ministério da Defesa. Não se trata de arrogância, não temos nenhum problema em aceitar ajuda. O Governo Federal é parceiro de Santa Catarina no combate à criminalidade. Está nos cedendo as vagas nas penitenciárias federais e nos ajudando na área da inteligência.

O governador disse que repudia os excessos cometidos na Penitenciária de Joinville e que os agentes que atuaram no episódio já foram afastados. Ele lembrou que a Corregedoria da Secretaria de Justiça e Cidadania está elaborando o inquérito e os culpados serão punidos.

Ataques

O número de ataques em Santa Catarina subiu para 83 desde o dia 30 de janeiro, desde o início das ações criminosas no Estado, de acordo com o último boletim divulgado nesta sexta-feira (8) pela SSP (Secretaria de Segurança Pública) de Santa Catarina). Ainda segundo a secretaria, 28 pessoas foram presas e oito adolescentes detidos no período.

Na tarde desta sexta-feira (8), um ônibus foi atacado no loteamento Miranda, em Rio do Sul. Segundo informações da Polícia Militar, dois homens armados com um revólver e uma espingarda abordaram o veículo. Eles renderam o motorista, o cobrador e os passageiros e deixaram todos descerem do carro. A dupla ateou fogo em seguida. A polícia ainda procura os criminosos.

Ônibus, carros, caminhão e loja são incendiados em décimo dia de ataques em SC

Com o caso de Rio do Sul, são 41 ônibus incendiados, 23 veículos particulares atacados e outras três viaturas da polícia. Ainda de acordo com balanço da SSP, Os ataques mataram uma pessoa em um confronto com a polícia. Outras duas ficaram feridas até o momento. Ele estava dentro de um ônibus incendiado. A polícia também já apreendeu 600 quilos de dinamite, além de artefatos explosivos e munição, mais dois quilos de drogas e cinco litros de combustível em garrafas pet.