Cidades

24/2/2013 às 10h31

Polícia de SC classifica ataques da madrugada deste domingo como atos isolados de vandalismo

Carros e até um prédio abandonado foram incendiados em cidades do Estado

Do R7

Novos ataques foram registrados em cidades de Santa Catarina na madrugada deste domingo (24). A polícia militar, porém, relacionou as ações criminosas como ato isolado de vandalismo, sem que tivessem sido comandadas por ordem de facções criminosas.

Com isso, a Polícia Militar mantém o número de 112 ataques relacionados à onda de violência que atinge o Estado desde o dia 30 de janeiro, quando ações criminosas foram retomadas, supostamente ordenadas por facções.

Segundo dados da PM, um incêndio atingiu um prédio abandonado da Associação Desportiva Rio Maina Campo do Catarinense, em Criciúma. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o incêndio foi provocado por usuários de drogas que utilizam o prédio diariamente. A polícia informou, porém, que ainda não identificou o autor do incêndio.

Assim como na madrugada do último sábado (23), outros dois carros foram incendiados, por volta das 2h40 em Concórdia. Uma Brasília e um Fiat Uno estavam estacionados em frente a uma oficina mecânica. Testemunhas informaram à polícia que o crime foi resultado de uma briga entre o dono da oficina e um usuário de drogas.

Leia mais notícias de Cidades

Santa Catarina registra novos ataques durante a madrugada de sábado

Também em Concórdia, no bairro Nazaré, uma moto foi incendiada quando o proprietário estava em uma festa. Ainda de acordo com a PM, o rapaz é conhecido por ser usuário de drogas.

Em São Francisco do Sul, um carro com placa de Joinville foi encontrado queimado no bairro Reta. Policiais militares constataram que o fogo havia atingido um veículo Gol, furtado um pouco antes. O fogo foi contido por um bombeiro voluntário.

Em Rio do Sul, onde foram registrados incêndios em carros na madrugada do último sábado (23), um Citroen, com placa de Ituporanga, foi incendiado em frente a uma igreja católica.

Entenda o caso

Santa Catarina vive a segunda onda de violência dos últimos meses. A primeira foi em novembro do ano passado. Os novos ataques começaram no dia 30 de janeiro. O Estado voltou a registrar ônibus, viaturas das polícias Militar e Civil, e veículos particulares incendiados. Bases da PM e delegacias também foram atacadas com tiros ou coquetéis molotovs.

O número de cidades em Santa Catarina que registraram ataques supostamente feitos por uma facção que atua no Estado já supera o verificado em 2012, ano em que a série de atentados começou.

As ocorrências foram registradas em 37 municípios: Florianópolis, Blumenau, Criciúma, Itajaí, Navegantes, Palhoça, Camboriú, São Francisco do Sul, Tubarão, Laguna, Araquari, Indaial, Brusque, São João Batista, Rio do Sul, São Miguel do Oeste, Içara, Joinville, Gaspar, São José, Ilhota, Balneário Camboriú, Jaraguá do Sul, Maracajá, Chapecó, Bom Retiro, Garuva, São Bento do Sul, Porto União, Imbituba, Guaramirim e Campos Novos, Balneário Rincão, Itapoá, Água Doce, Rio Negrinho e Lages.

O motivo teria relação com maus-tratos a detentos, assim como aconteceu em novembro. Um vídeo gravado em um presídio de Joinville mostrou presos sendo torturados por agentes penitenciários.


 

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
Compartilhe
Perfis no Facebook

Presas de Guarapuava (PR) tiram fotos sensuais e postam na internet

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Jovem, rica e bela

Saiba quem é a mulher que largou tudo para ficar com Roger Abdelmassih

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Palmas (TO)

Suspeito de estuprar e matar mulher ri ao ser preso e debocha: “Saio em 3 meses”

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Crime bárbaro

Mãe conta como matou a filha de 7 anos para ritual no PR; ossada é encontrada

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Cidades

  • Últimas de Notícias

Compartilhe
Braço amputado

Tigre ataca menino de 11 anos em zoo do Paraná ; pai responderá por lesão

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!