Brasileiro prefere pagar menos e receber compra online depois

Mais da metade dos clientes aceita valor médio de R$ 9,90 por entrega de até seis dias

Busca pelo frete grátis representa 21% dos pedidos efetuados
Busca pelo frete grátis representa 21% dos pedidos efetuados Getty Images

Você já notou que, após comprar um produto pela internet, há várias opções de entrega? Todas elas dependem do prazo para a mercadoria chegar e o quanto você está disposto a pagar pelo serviço.

Apesar das várias opções, a maioria dos consumidores prefere esperar um pouco mais e pagar uma tarifa menor para receber o produto. Uma pesquisa da plataforma de gestão de fretes Axado mostra que seis (59%) em cada dez brasileiros preferem pagar, em média, R$ 9,90 por maior prazo de entrega (6 dias).

Além disso, somente 16,4% optam por pagar um pouco mais caro (R$ 14,20) para ter o seu produto mais rápido (4 dias) em casa. O levantamento foi feito em 600 lojas, de 4.000 cidades do País.

Leia mais sobre Economia e ajuste suas contas

Para o diretor de novos negócios da Axado, Eduardo Franceschett, o resultado chegou a surpreender os responsáveis pela plataforma.

— Não era uma certeza nossa, até porque muitas empresas estão investindo bastante na redução do prazo de entrega. Algumas lojas já tentam disponibilizar o produto para o cliente após um dia ou em algumas horas.

O levantamento aponta ainda que a busca pelo frete grátis representa 21% dos pedidos efetuados. Nas demais compras, o custo médio do frete gira em torno de R$ 14,30.

Retirada

A advogada especializada em direito do consumidor Larissa de Carvalho explica que um frete tem até condições de ser considerado abusivo, mas, como já tem um valor estabelecido entre a loja e a transportadora, dificilmente vai existir uma condição mais interessante. Segundo ela, permitir que o consumidor retire o produto em uma loja física não é obrigatório.

— Hoje em dia, a gente vê muitas das lojas que dão essa opção de comprar pela internet e retirar diretamente na loja, mas não é uma obrigação legal.

Franceschett afirma que dar a opção para o internauta retirar o produto em uma loja física chega a dobrar o valor médio de gastos dos consumidores.

— O cliente que hoje compra um produto online e opta por retirar na loja acaba fazendo mais compra.

R7 Play: assista à Record onde e quando quiser