• Twitter Created with Sketch.

Entenda a importância da participação dos pais na vida escolar das crianças 

Mesmo trabalhando fora, mães assumem o acompanhamento das atividades acadêmicas

Do R7*

Coordenador pedagógico diz que mães ainda são as principais responsáveis pelo acompanhamento escolar dos filhos
Coordenador pedagógico diz que mães ainda são as principais responsáveis pelo acompanhamento escolar dos filhos Getty Images

A escola é um dos primeiros ambientes em que as crianças encontram desafios e estabelecem relações sociais e, por isso, a participação dos pais é fundamental nesse momento. Acontece, porém, que as mães acabam assumindo mais esse papel e os homens deixam de perceber a importância de estar próximo das atividades acadêmicas dos filhos.  

O coordenador pedagógico do ensino fundamental 1 do Colégio Ítaca, Flávio Cidade, conta que  muitas mães, ainda que trabalhem fora de casa, são as responsáveis pelo acompanhamento escolar das crianças.

— Acho que a cultura é tão impregnada que o pai ausente é visto como algo normal.

A psicóloga especializada em educação infantil Beatriz Lomonaco concorda com a observação de Cidade, mas pondera que o cenário brasileiro está em constante mudança e os pais começam a se engajar nas atividades dos filhos.

Para ela, muitas mães chegam mais tarde em casa do que os pais e, por isso, a tarefa deve ser compartilhada.

— O desempenho do filho muda com certeza. É mais uma razão que ele tem de fazer o que ele faz: alguém está cuidando dele.

Pensando nisso, o site 4Daddy criou a campanha “S.O.S volta às aulas”, com o objetivo de ajudar os pais a incentivarem o desenvolvimento acadêmico dos filhos. Voltado para homens, o espaço publica textos para que os pais consigam participar da vida escolar dos filhos da melhor maneira possível. 

Segundo o coordenador, a participação dos pais é indispensável em todas as faixas etárias.

— Se não tiver participação dos pais, o processo não é completo. O que é diferente é a forma como cada um deles participa.

Beatriz Lomonaco reafirma a posição de Cidade. Para ela, estar a par da vida na escola tem um peso maior do que entender se o aluno está indo bem ou não.

— Se importar é dar sentido todos os dias para o significado da escola. A escola vale a pena, porque ela faz sentido no dia a dia.

Como participar

A psicóloga complementa que alguns pais não sabem como auxiliar os filhos. Para ela, tentar ensinar nem sempre é a melhor opção, porque pode confundir mais o aluno. O importante é mostrar interesse pelo dia a dia do filho. 

— Mais vale saber se tem lição ou não, o que ela fez aquele dia, como são os amigos, o que eles fazem antes da aula.

Cidade também reforça que, independentemente de qual membro familiar se dedica mais aos estudos dos filhos, é importante aprender a valorizar o universo dos filhos na escola.

— Quanto mais os pais persistirem em achar que a escola é só conteúdo e lição, mais distantes vão estar do universo da criança e mais difícil vai ser do aluno pedir ajuda quando precisar.

* Colaborou Giuliana Saringer, estagiária do R7

  • Espalhe por aí:

Twitter

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!
Access log
Access log