Após ser xingado em CPI da Sabesp, vereador diz que nunca passou por tamanho constrangimento na vida

Presidente da Companhia disse na semana passada que comissão "é teatrinho" 

Sylvia Albuquerque, do R7

O vereador José Police Neto (PSD) se manifestou, nesta quarta-feira (15), sobre o episódio ocorrido na semana passada na Câmara Municipal de São Paulo durante CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) sobre o contrato entre a Sabesp e a Prefeitura de São Paulo, instaurada pela casa.

— Hoje de manhã, minha filha de dez anos perguntou se eu era muito sem vergonha. Eu pergunto se a senhora é vagabunda dona Dilma [Pena, presidente da Sabesp]. Tenho certeza que não.

Na semana passada, Andrea Matarazzo (PSDB) chamou o colega de “vagabundo” e disse que a CPI não tem a menor consequência. Dilma Pena, presidente da Companhia que prestaria depoimento no dia, declarou que a comissão era “teatrinho”. A conversa ocorreu antes de Dilma começar a ser ouvida e o áudio vazou.

Leia mais notícias de São Paulo

Idec vai acionar MP e Procon contra Sabesp

Nesta quarta, quando a presidente será ouvida novamente na CPI, Police Neto fez as declarações e disse, ainda, nunca ter passada por tamanho constrangimento na vida e declarou que vai acionar a Justiça contra Dilma Pena e Matarazzo. 

Dilma Pena começou a ser ouvida hoje por volta das 10h40 e disse estar constrangida com a situação e que "não teve a intenção de ofender".

— Foi um comentário infeliz com meu colega fora da sessão. 

Vereador condena gravações e vazamentos

Por meio de nota, o vereador Andrea Matarazzo (PSDB) afirma que está indignado com gravações e vazamentos de conversas privadas. De acordo com o político, a conversa travada entre ele e a presidente da Sabesp se trata de um trecho de um diálogo particular.

Além disso, o vereador comentou o momento em que chamaou Police Neto de "vagabundo".

— Quero aqui me desculpar publicamente por um comentário feito privadamente em um momento de irritação.

 

  • Espalhe por aí:

Twitter

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!