Small-house Faça do R7.com sua página inicial

SIM NÃO

São Paulo

29/3/2013 às 00h10 (Atualizado em 29/3/2013 às 15h22)

Família de Isabella Nardoni prefere o silêncio no dia em que a morte da menina completa cinco anos

Mãe de Isabella disse que a saudade e a dor estão sempre presentes

Do R7, com Rede Record

Isabella completaria 11 anos no dia 18 de abril Werther Santana/31.03.2008/AE

Exatos cinco anos após a morte de Isabella Nardoni, no edifício London, na zona norte de São Paulo, a família do pai, Alexandre Nardoni, condenado pelo assassinato, e da mãe dela, Ana Carolina Oliveira, não quiseram falar sobre o assunto. Isabella completaria 11 anos no dia 18 de abril.

Fontes ligadas a Ana Carolina Oliveira disseram ao R7 que ela está fragilizada com a volta do caso à mídia e prefere não falar mais sobre o assunto.  Em entrevista ao Domingo Espetacular, a mãe de Isabella disse que a saudade e a dor estão sempre presentes.

— Eu acho que superar é difícil. Essa ferida cicatriza, ela vai amenizando com o tempo, aquela vontade diária de chorar, aqueles momentos de mais euforia, quando você fica mais desesperada, eles vão diminuindo e ai vai ficando aquela lembrança, aquela saudade, aquele momento mais gostoso. Mas você nunca deixa de ter aquele sentimento que você não tem mais, não pode mais pegar, não pode mais ver.

Quase cinco anos após a morte de Isabella Nardoni, mãe da menina fala sobre planos para o futuro

STJ nega recurso contra júri do casal Nardoni

Durante alguns meses de 2008, o Brasil acompanhou os desdobramentos de um dos casos que mais comoveram a opinião pública. A polícia suspeitava que o pai, Alexandre, e a madrasta, Anna Carolina Jatobá, tivessem matado Isabella.

As suspeitas se confirmaram após a divulgação dos laudos da perícia e uma sequência de fatos contada pelo casal que não se encaixava. No começo de 2009, o Tribunal de Justiça de São Paulo decidiu que eles iriam a júri popular.

Na madrugada de 27 de março de 2010, Alexandre e Anna Carolina foram condenados a 31 e 26 anos de prisão, respectivamente. Eles cumprem pena em presídios separados, na cidade de Tremembé, no interior de São Paulo.

Apartamento vendido

A poucos dias de a morte de Isabella completar cinco anos, o apartamento onde aconteceu o crime foi vendido. A unidade 62 do edifício London estava à venda desde que o casal tinha sido preso. Naquele local, moravam Alexandre, Anna Carolina e os dois filhos do casal.

A dificuldade em negociar o apartamento fez com que a família Nardoni reduzisse o valor. O imóvel estava avaliado em R$ 600 mil, mas foi vendido por R$ 470 mil. O novo proprietário começou uma reforma, mas até o fim desta semana ainda não havia se mudado.

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
Compartilhe
Zona leste

Pai mata mulher, filha de quatro anos e tenta assassinar bebê dentro de casa

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Guarulhos

Polícia Civil investiga namorado de funkeira encontrada morta

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Durante o show

Último forró: marido traído executa “rei dos teclados” em Santo André

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Você moraria nestes lugares?

Veja como estão imóveis que foram cenários de tragédias em São Paulo

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de São Paulo

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!