">

São Paulo

27/2/2014 às 10h03 (Atualizado em 27/2/2014 às 11h17)

"Prefiro ela sem braço, mas com coração funcionando", diz marido de mulher empurrada no metrô

Ela também teve fratura na coluna e continua internada na UTI; polícia procura agressor

Do R7

Maria da Conceição Oliveira, de 28 anos, foi empurrada na frente de um trem na manhã desta terça-feira (25) Reprodução/Rede Record

A mulher que foi jogada na frente de um trem do metrô está internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) em estado estável. Ela está consciente e respira sem ajuda de aparelhos. Maria da Conceição de Oliveira, de 28 anos, perdeu o braço direito no acidente que aconteceu no dia do aniversário dela. Segundo a assessoria de imprensa da Santa Casa de São Paulo, ela também fraturou a coluna cervical. A polícia tenta identificar e prender o homem que cometeu a tentativa de assassinato. 

As câmeras de vigilância flagraram o momento do acidente na estação Sé do metrô, no centro de São Paulo, e a fuga do criminoso. A câmera da cabine de comando do maquinista registrou o momento em que ela foi empurrada por um homem. A plataforma estava lotada de passageiros. Depois da agressão, o homem fugiu pelos corredores da estação e passou pela catraca. A aeroviária Jussara Costa viu tudo. 

— Ele saiu do lugar onde ele estava e simplesmente se aproximou e empurrou. Só tive tempo de olhar para ver se tinha possibilidade dela sobreviver. E a sensação que tive é que o trem passou por cima dela. 

Leia mais notícias de São Paulo

Furtos e roubos disparam no metrô de São Paulo. Saiba como se proteger

De acordo com o marido da vítima, Kléber Siqueira, ela estava preocupada com a perda do braço. 

— Ela falou: "E agora, perdi meu braço. Eu falei que prefiro ela sem o braço, mas com o coração funcionando, que é o mais importante pra mim.

Outro acidente

No mesmo dia, aconteceu outro acidente com uma mulher, de 38 anos, desta vez, na estação da Luz, também no centro de São Paulo. Ela se envolveu em uma confusão com agentes de segurança que a impediram de entrar no vagão preferencial. Ela bateu a cabeça no trem que se aproximava da plataforma. A mulher alegou estar grávida para ter acesso ao vagão. Ela está internada em estado grave. O exame que pode comprovar a gestação não foi divulgado a pedido da família. 

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade

Vitrine de ofertas

Compartilhe
Compartilhe
Assalto na Dutra

Empresário morto ao saltar de carro em movimento era fã de armas e velocidade

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Crise no abastecimento

Moradores de Itu são obrigados a improvisar para conseguir água

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
17 anos

Sessão de tortura de garota queimada com cigarro durou quatro horas

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Você moraria nestes lugares?

Veja como estão imóveis que foram cenários de tragédias em São Paulo

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de São Paulo

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!