Small-house Faça do R7.com sua página inicial

SIM NÃO

São Paulo

19/2/2014 às 01h23 (Atualizado em 19/2/2014 às 08h50)

Vizinho de pai que pulou do 13º andar com o filho fala sobre o desespero da criança

“Papai, não pula, papai. Eu quero a mamãe”, pediu menino, segundo relato da testemunha

Do R7, com Cidade Alerta

Célia também implorou para o marido soltar o filho, Ivan, de 6 anos Reprodução/Facebook

Um vizinho que mora ao lado do apartamento de onde o pai pulou com o filho de seis anos no colo do 13º andar testemunhou o desespero da criança minutos antes da tragédia. “Papai, não pula, papai. Eu quero a mamãe”, implorou o pequeno Ivan Pesquero de Mattos para o pai, o professor de inglês Edemir de Mattos, de 52 anos. Pai e filho morreram.

O caso aconteceu por volta das 22h30 de segunda-feira (17), na avenida Manoel Pedro Pimentel, no Parque Continental, em Osasco, na Grande São Paulo.

Adriano ouviu a discussão entre Edemir e a mulher, a engenheira química Célia Regina Pesquero, de 49 anos. O professor de inglês já tinha agredido a mulher, que sofreu fratura no maxilar. Adriano foi até a varanda de seu apartamento e viu a perna do professor para fora. “Ele estava sentado em um banquinho, com as pernas para fora”, disse Adriano, que no começo não sabia que o vizinho estava com o filho no colo. O vizinho tentou negociar com Edemir, que não queria conversa.

“Ele estava com o olho vermelho. Tinha um olhar parado. Olhava para o nada, sem ouvir ninguém”, afirmou Adriano. Logo depois de perceber que Edemir estava com o filho no colo, Adriano cortou a tela de proteção de sua janela e esticou seu corpo para conversar melhor com o professor e tentar convencê-lo a sair da sacada. “Sai daqui, não entra aqui”, gritou Edemir para Adriano.

Leia mais notícias de São Paulo

O vizinho contou que ficou comovido ao ouvir a criança pedir para o pai não pular. “Foi a coisa mais impressionante do mundo. Parece que ele queria viver”, comentou Adriano. Ele também escutou Célia pedir para o marido largar o filho. “Mas ela estava com a voz muito fraca. Tinha apanhado muito. Depois da tragédia, vi a Célia passando pelo hall do prédio e percebi que o rosto dela estava desfigurado”, disse Adriano.

Casados há sete anos

Após a tragédia, testemunhas conseguiram entrar no apartamento do casal e socorrer a mulher, que segundo o boletim de ocorrência, sangrava muito e tinha hematomas no rosto. Policiais militares levaram a vítima para o hospital.

Ela contou à polícia que era casada há cerca de sete anos com Mattos e que sempre apanhava. Contou também que ele era traumatizado por não poder ver a filha que tinha de outro casamento.

A mulher está internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Municipal Antônio Giglio e, de acordo com a Secretaria de Saúde de Osasco, passa por avaliação médica e aguarda resultado de exames para o fechamento do diagnóstico.

O caso foi registrado como violência doméstica, lesão corporal, homicídio simples e suicídio no 5º Distrito Policial e será encaminhado ao 9º DP.

Foi realizada perícia no apartamento do casal e do comerciante. Na sacada, foi encontrada uma faca, provavelmente usada por Mattos para cortar a tela de proteção. O objeto foi encaminhado para a perícia.

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
Compartilhe
Zona leste

Pai mata mulher, filha de quatro anos e tenta assassinar bebê dentro de casa

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Filmado

Manicure é torturada e enterrada viva por suspeita de furto na Grande SP

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Na frente do filho

Inconformado com fim de namoro, jovem estupra e raspa cabelo de ex em SP

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Você moraria nestes lugares?

Veja como estão imóveis que foram cenários de tragédias em São Paulo

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de São Paulo

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!