Saúde

19/10/2012 às 05h30 (Atualizado em 19/10/2012 às 12h58)

“Ken humano”: vaidade exagerada ou doença?

Especialistas garantem que cirurgia plástica em excesso pode ser sinal de transtorno psiquiátrico

Fabiana Grillo, do R7

Em busca de uma imagem parecida com o boneco Ken, Justin Jedlica, se submeteu a 90 cirurgias plásticas nos últimos dez anos Divulgação

O americano Justin Jedlica, de 32 anos, se submeteu a 90 cirurgias plásticas nos últimos dez anos para ficar "parecido" com o boneco Ken, namorado da Barbie. Por trás desta vaidade exagerada, segundo o cirurgião plástico Dr. Felipe Coutinho, coordenador do Departamento Científico da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica Regional São Paulo (SBCP-SP), está uma doença conhecida como Transtorno Dismórfico Corporal (TDC).

Ken humano fez 90 cirurgias para virar boneco; confira as fotos

— O paciente não se enxerga como realmente é e por isso tem uma preocupação obsessiva com algum defeito inexistente ou mínimo na aparência física. Não importa a quantidade de cirurgias feitas, ele nunca ficará satisfeito com o resultado.

Gretchen diz que "perdeu a conta" de quantas plásticas fez

Esta busca incansável pela imagem “perfeita”, conforme explica o médico, pode desencadear deformidades estéticas irreversíveis, sem falar que qualquer intervenção cirúrgica não está livre de incidentes. O psiquiatra e psicoterapeuta Dr. Marco Antônio Spinelli completa:

— A pessoa tem que estar consciente de que nunca mais vai ter aquela parte do corpo de volta, por isso deve estar segura e sanar todas as dúvidas com o médico antes de se submeter ao procedimento. Se ela não estiver preparada para lidar com a mudança corporal, pode ficar frustrada e até desenvolver um quadro depressivo.

Veja casos de cirurgias plásticas que deram errado

De acordo com o Dr. Coutinho, o cirurgião precisa ficar muito atento para identificar este tipo de transtorno psiquiátrico durante a consulta médica e encaminhar o paciente para um especialista.

— Dois sinais são clássicos para diagnosticarmos o problema: importância exagerada para uma parte do corpo que está normal e pacientes que já passaram pelas mãos de vários cirurgiões.

O Dr. Spinelli concorda com o colega e alerta para a necessidade de tratamento.

— O tratamento consiste em terapia comportamental cognitiva e frequentemente uso de medicamentos.

Brasil está na segunda posição

O Brasil ocupa o segundo lugar no ranking dos países que mais realizam cirurgia plástica no mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos, de acordo com a última pesquisa divulgada pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, referente a 2009.

Das 629 mil operações estéticas realizadas por ano, o implante de silicone e a lipoaspiração lideram a lista das mais procuradas, sendo que 72% destes procedimentos são realizados entre 19 e 50 anos, conforme explica o Dr. Coutinho.

— A lipoaspiração e o implante de silicone são procurados por pacientes mais jovens, sendo a lipo procurada inclusive por homens. Com o passar do tempo, na faixa dos 50 e 60 anos, a procura por intervenções na face fica mais frequente.

Como nos últimos anos houve uma popularização da cirurgia plástica — possibilidade de consórcios e o parcelamento em inúmeras vezes —, o especialista chama a atenção para dois pontos que devem ser cruciais para a contratação deste serviço.

— É fundamental o paciente procurar um profissional com título de cirurgião plástico e que seja membro da SBCP e desconfiar de clínicas que oferecem muitas vantagens para o paciente.

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias

Vitrine de ofertas

Compartilhe
Meningite

Jovem prevê a própria morte e tuíta: "Acho que estou morrendo"

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Aparelho com defeito

Lábio de modelo “derrete” após erro de dentista: “Pareço um monstro”

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Alimento contaminado

Homem quase morre após ingerir comida japonesa contaminada com vermes

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Publicidade
Compartilhe
  • Últimas de Saúde

  • Últimas de Notícias

Compartilhe
Ebola

Mulheres que teriam morrido"ressuscitam" e causam medo e pânico na Libéria

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Superação

Mães não desistem de filhas com doença rara: "É uma luta que vale a pena"

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus

Guia Mais - Saúde

Farmácia/Drogaria
Hospitais
Consultórios
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!