Saúde

19/1/2013 às 01h30 (Atualizado em 19/1/2013 às 01h30)

Mulher fica paralisada após espirrar

Médicos demoraram para detectar problema; Debbie só consegue andar alguns metros

Do R7

Seu marido, Darren, a ajuda para se vestir e ir ao banheiro Reprodução/Daily Mail

Após espirrar, Debbie Thomason, de 35 anos, que mora no Reino Unido, ficou paralisada devido a um problema grave na espinha.

Ao sofrer uma dor ciática insuportável depois de ter espirrado, a mulher foi levada ao hospital às pressas. No entanto, ao chegar ao local, os médicos não diagnosticaram o problema corretamente, segundo o site Daily Mail.

Debbie afirma que a equipe médica demorou a detectar a síndrome da cauda equina – compressão aguda que afeta os nervos na região lombar da medula espinhal.

Devido ao atraso, ela teve que esperar oito dias para passar por duas cirurgias. Por causa disso, a mulher só consegue andar alguns metros.

Britânica desloca o ombro toda vez em que espirra

Agora, Debbie está processando o hospital por negligência médica, alegando que sua condição deveria ter sido detectada antes.

— Minha vida foi destruída por um dano permanente na minha coluna. Eu acredito que isso poderia ter sido evitado se eu tivesse recebido os cuidados necessários precocemente.

Seu marido, Darren, de 37 anos, precisou largar o emprego para poder cuidar dos filhos e também para ajudar sua esposa que não consegue mais se vestir e ir ao banheiro sozinha.

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe

Guia Mais - Saúde

Farmácia/Drogaria
Hospitais
Consultórios
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!