Bahia Jovem que desapareceu após abordagem policial não foi morto a tiros

Jovem que desapareceu após abordagem policial não foi morto a tiros

Santana teve a mão, a cabeça e o testículo arrancados

  • Bahia | Do R7 com Recoird BA

Exame de DNA confirmou que o corpo localizado no Parque São Bartolomeu era do jovem

Exame de DNA confirmou que o corpo localizado no Parque São Bartolomeu era do jovem

Reprodução/Record

Os exames realizados para identificação do corpo de Geovane Mascarenhas de Santana, de 22 anos, que desapareceu após uma abordagem policial no bairro da Calçada, na Cidade Baixa, revelaram que o jovem não foi baleado.

Mas, a causa da morte só será confirmada após a realização dos exames complementares. Santana foi assassinado com requintes de crueldade, pois teve a mão, a cabeça e o testículo arrancados. A tatuagem do jovem também foi raspada.

Leia mais notícias no R7 BA

Defensoria pede que DNA dos familiares de Geovane seja comparado com restos mortais

Na terça-feira (19), um exame de DNA confirmou que o corpo localizado no Parque São Bartolomeu era do jovem.

De acordo com informações do pai da vítima, Jurandy Silva de Santana, os legistas do IML (Instituto Médico Legal) ligaram para ele, na manhã de terça-feira (19), e confirmaram que o cadáver era de Geovanne.

O enterro será realizado no interior, no município Serra Preta, localizado a 155 km de Salvador.
Muito emocionado, o pai afirmou que, mesmo não tendo conseguido encontrar o filho com vida, tem o "coração aliviado", pois muitos pais têm os filhos desaparecidos e não sabem o que aconteceu. Mas, o homem não se conforma com a forma violenta em que o filho foi morto.

— O pior de tudo foi a tortura que meu filho passou.

 

Últimas