Brasil Alcolumbre marca para novembro análise do veto à desoneração

Alcolumbre marca para novembro análise do veto à desoneração

A manutenção do benefício por mais um ano a 17 setores da economia foi aprovada no Congresso, mas cancelada pelo presidente Bolsonaro 

  • Brasil | Do R7

Alcolumbre anunciou agenda do início de novembro

Alcolumbre anunciou agenda do início de novembro

Edilson Rodrigues/Agência Senado - 29.09.2020

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), afirmou na quarta-feira (21) que pretende colocar em votação no dia 4 de novembro o veto da Presidência à desoneração da folha de pagamentos.

O presidente Jair Bolsonaro vetou em julho a prorrogação até o fim de 2021 da desoneração da folha de empresas de 17 setores da economia, responsáveis pelo emprego de mais de 6 milhões de pessoas.

Ato em Brasília pede derrubada do veto à desoneração da folha

A manutenção do benefício por mais um ano foi aprovada no Congresso em meio ao pacote de estímulos à economia durante a pandemia de covid-19.

Guedes: 'Queremos desonerar a folha de todos setores para sempre'

"A votação da sessão do Congresso prevê a votação do veto da desoneração. Pretendo colocar todos os PLNs projetos de lei do Congresso Nacional pendentes na pauta e todos os vetos”, afirmou Alcolumbre ao deixar o plenário. “Espero que a gente consiga o número adequado tanto na Câmara como no Senado para iniciar a sessão", advertiu.

Também na quarta, Alcolumbre informou que, por falta de acordo das lideranças, adiou para 3 de novembro pelo menos três projetos que deveriam ter sido votados nesta semana: o PL 3.819/2020, que trata do transporte terrestre coletivo interestadual; o PL 3.877/2020, sobre depósitos voluntários das instituições financeiras; e o PLP 19/2019, que prevê a independência do Banco Central.

Últimas