Brasil Após prisão, Maluf tem salário suspenso pela Câmara

Após prisão, Maluf tem salário suspenso pela Câmara

Remuneração bruta do parlamentar é de R$ 33,7 mil

  • Brasil | Fernando Mellis, do R7

Maluf foi preso na quarta-feira

Maluf foi preso na quarta-feira

Tiago Queiroz/Estadão Conteúdo – 20.12.2017

O deputado Paulo Maluf (PP-SP) não vai mais receber salário. A decisão, do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ocorre após a prisão do parlamentar. 

A remuneração bruta dos deputados é de R$ 33,7 mil. A medida atinge também recursos como funcionários, verba de gabinete, cota para viagens e auxílio-moradia. No mês passado, o salário líquido de Maluf foi de R$ 19,398.83.

Segundo a presidência da Câmara, o gabinete de Maluf já foi desativado. "A exoneração dos secretários parlamentares deverá ser publicada no Diário Oficial da próxima terça-feira, com efeito retroativo a 21/12", disse em nota a Casa.

A verba de gabinete de cada deputado é de R$ 101,9 mil.

A defesa de Paulo Maluf ainda não se pronunciou a respeito do corte do salário.

O deputado de 86 anos se entregou à Polícia Federal na quarta-feira (20) de manhã, após o ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal) determinar o imediato cumprimento da pena pela condenação a de sete anos e nove meses de prisão por lavagem de dinheiro. 

Na quinta-feira (22), a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, já havia negado um pedido de prisão domiciliar feito pelos advogados dele. O juiz de execuções penais determinou a transferência do parlamentar para o Complexo Penitenciário da Papuda, no Distrito Federal, o que deve ocorrer ainda nesta sexta-feira (22). 

Celso Jacob

A determinação de Maia também se aplica ao deputado Celso Jacob (PMDB-RJ), que está preso na penitenciária da Papuda. O parlamentar já havia tido o salário cortado em 2/3 e agora passa a não receber mais. Assim como Maluf, o gabinete dele foi desativado e os funcionários exonerados. 

Jacob foi condenado a sete anos e dois meses de prisão por falsificar documentos e dispensar licitação para a construção de uma creche quando era prefeito de Três Rios (RJ), em 2002.

Últimas