Brasil Ministro do STJ manda soltar ex-governador da Paraíba

Ministro do STJ manda soltar ex-governador da Paraíba

Ricardo Coutinho foi preso na noite desta de quinta-feira, durante a 7ª fase da Operação Calvário, que apura desvios em verbas da saúde e da educação

Ricardo Coutinho

Decisão pela liberdade de Coutinho vai conta PGR

Decisão pela liberdade de Coutinho vai conta PGR

Divulgação/Governo da Paraíba

O ministro Napoleão Nunes Maia Filho, do STJ (Superior Tribunal de Justiça), concedeu habeas corpus na tarde deste sábado, (21) durante o Plantão Judiciário, e determinou a soltura imediata ao ex-governador do Paraíba Ricardo Coutinho.

O político foi preso na noite desta quinta-feira (19), durante a 7ª fase da Operação Calvário, denominada Juízo Final, desencadeada nesta terça (17) para apurar desvios de R$ 134,2 milhões em verbas da saúde e da educação do Estado.

A decisão contraria o parecer da Procuradoria-Geral da República protocolado neste sábado (21), defendendo a manutenção da prisão preventiva do ex-governador.

Leia mais: Gravação mostra Coutinho cobrando mesada de R$ 360 mil

No texto, o vice-procurador-geral eleitoral Humberto Jaques de Medeiros alegava que Coutinho ainda continuaria liderando o grupo investigado na Juízo Final, mantendo a ‘estrutura delitiva no atual governo’, e destacava que a liderança política do ex-governador é ‘fortíssima’.

A decisão atinge ainda outros três presos na operação, Francisco Chagas Ferreira, Claudia Veras e David Clemente Correia.