Brasil Moro: "Não sou candidato, não serei candidato"

Moro: "Não sou candidato, não serei candidato"

Juiz da Lava Jato voltou a negar pretensões políticas nesta terça-feira

  • Brasil | Do R7

Moro disse que "profissão política é uma das mais belas"

Moro disse que "profissão política é uma das mais belas"

Paulo Whitaker/Reuters

O juiz federal Sérgio Moro voltou, nesta terça-feira (15), a ser questionado sobre o fato de ter o nome incluído em pesquisas de intenção de votos nas eleições. Ele negou qualquer interesse em largar a carreira jurídica.

— Eu penso que precisa ter um certo perfil e, sinceramente, não me vejo com esse perfil [político]. Eu fiz uma opção na minha carreira pela magistratura. Não me vejo e já disse mais uma vez e reitero quantas vezes forem necessárias, não sou candidato, não serei candidato. Nada disso.

No entanto, o magistrado elogiou a classe política e disse que os maus políticos são minoria.

— A profissão política é uma das mais belas. Nós, eventualmente, temos uma imagem pejorativa por conta de eventuais escândalos criminais, principalmente aqui. Mas existem muitos bons políticos.

O juiz participou nesta manhã de um evento em São Paulo.

Procurador da Lava Jato sobre Moro: ‘Não votaria em você para presidente’

Pesquisa Datafolha divulgada no fim de abril mostrava que, em um cenário com Lula e Marina Silva, o juiz venceria o ex-presidente numericamente: 42% contra 40%.

Outro levantamento, do Paraná Pesquisas, apontou no começo do ano que o juiz da LAva Jato era conhecido por 74,1% dos entrevistados.

Dentre os que declaram conhecer o juiz, um total de 67,8% admitiram a possibilidade de votar nele para a Presidência, sendo que 51,3% disseram que poderiam votar nele e 16,5% disseram que com certeza votariam em Moro para presidente. Apenas 3% disseram não saber.

Moro aproveitou o espaço para criticar a forma como a reforma política está se desenhando no Congresso. Segundo ele, as alterações não deverão melhorar o enfrentamento da corrupção no País. 

Últimas