Mulher agredida em vídeo pelo ex diz estar 'abalada emocionalmente'

Gravação de Luciana Sinzimbra, divulgada sem consentimento dela nas redes sociais, mostra violência do rapaz em Goiás. Caso foi denunciado à polícia

Luciana Sinzimbra

  • Beatriz Sanz, do R7
Victor Junqueira é o suspeito da agressão

Victor Junqueira é o suspeito da agressão

Reprodução/Facebook

A advogada de Goiânia Luciana Sinzimbra, que gravou em vídeo as agressões do ex-namorado, Victor Junqueira, publicou uma mensagem no Instagram, nesta quinta-feira (27), em que agradece o carinho e o apoio que recebeu nos últimos dias e diz que irá se manifestar em breve sobre o caso.

Na postagem, Luciana também se compromete a enfrentar a violência doméstica.

O vídeo no qual Victor agride Luciana viralizou nas redes sociais nos últimos dois dias. No início da gravação, ambos aparecem sentados numa cama, conversando sobre o término do relacionamento.

Em determinado momento, Vitor começa a bater na advogada, primeiro com tapas na cara, depois a segurando pelo pescoço e sacudindo seu corpo. Por fim, dá um soco na cabeça dela.

Na gravação, Luciana pede que as agressões cessem e diz que ele “está louco”. Mas o rapaz não para. Ela usa as pernas para tentar se livrar, mas ele insiste.

Luciana no Instagram: 'Abalada emocionalmente'

Luciana no Instagram: 'Abalada emocionalmente'

Reprodução/Instagram

A agressão foi gravada com um celular escondido, mas o vídeo foi divulgado sem o consentimento dela. O R7 não reproduzirá as imagens em respeito à vítima.

No mesmo dia, Luciana se dirigiu à 1ª Delegacia da Mulher de Goiânia e denunciou o ex-namorado — vídeo foi utilizado como prova. O caso agora será avaliado pelo Ministério Público de Goiás.

O advogado de Victor, Romero Ferraz, emitiu uma nota em que informa que não irá se posicionar sobre o vídeo e que o acusado está cumprindo as medidas cautelares impostas pela Justiça.

Confira a nota da defesa completa:

"Em razão do incidente da madrugada do último dia 15, a defesa de Victor Junqueira informa que não se manifestará acerca dos vídeos que foram divulgados, porquanto, além de se tratar de processo sigiloso, não exporá, ainda mais, a vítima que já assinalou em redes sociais o seu constrangimento com a exposição. Foram impostas medidas cautelares em desfavor de Victor pela Justiça, as quais estão sendo fielmente cumpridas, em respeito às instituições."