Brasil Para novo presidente da Funarte, rock induz às drogas e ao aborto

Para novo presidente da Funarte, rock induz às drogas e ao aborto

Dante Mantovani, especialista em filosofia política e jurídica, mestre em linguística, mantém canal no YouTube, onde faz afirmações polêmicas

Dante Mantovani,  novo presidente da Funarte

Dante Mantovani, novo presidente da Funarte

Reprodução/redes sociais

O maestro Dante Mantovani, de 35 anos, foi nomeado como novo presidente da Funarte. A nomeação foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda (2). Especialista em Filosofia Política e Jurídica, Mestre em Linguística, Mantovani mantém um canal no YouTube, onde faz vídeos sobre música e responde perguntas de seus seguidores.

Leia também: Presidente da Fundação Palmares diz que escravidão foi 'benéfica'

Em alguns desses vídeos, ele faz afirmações que estão provocando polêmicas nas redes sociais. É o caso quando fala que o "rock ativa as drogas, que ativam o sexo livre, que ativa a indústria do aborto, que ativa o satanismo". Começando seu discurso fazendo a junção da escola de Frankfurt com o pensador Adorno e os Beatles.

Em outro ponto, afirma que os soviéticos estavam infiltrados na CIA com finalidade de "destruir a moral burguesa da família americana". Época, segundo ele, em que surge Elvis Presley, com seu requebrado, morrendo de "overdose". A reportagem tentou entrevistá-lo, mas sua assessoria disse que ele só dará entrevistas à imprensa a partir da quarta-feira.