Brasil Polícias fazem megaoperação de combate ao tráfico em escolas

Polícias fazem megaoperação de combate ao tráfico em escolas

Operação 'Anjos da Lei' cumpre ordens de prisão e mandados de busca e apreensão, apuração de denúncias e prisões em flagrante em 26 Estados e DF

Polícias fazem megaoperação em combate ao tráfico em escolas

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, durante entrevista coletiva

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, durante entrevista coletiva

Willian Moreira/Futura Press/Estadão Conteúdo - 13.11.2018

As Polícias Civis de todos os 26 Estados e do Distrito Federal realizaram nesta terça-feira (13) uma mega-operação no combate ao tráfico de drogas em escolas públicas e particulares e também em seus entornos.

Operação prende mais de 40 pessoas com envolvimento no tráfico de drogas

Denominada de 'Anjos da Lei', a operação cumpre ordens de prisão e mandados de busca e apreensão, além de realizar ações de rua com apuração de denúncias e eventuais prisões em flagrante.

No primeiro balanço, divulgado às 9h, foram cumpridos 131 mandados: 51 de prisão e 80 de busca e apreensão. Os agentes também efetuaram 166 prisões (29 foragidos capturados, 74 presos em flagrante, 42 presos por mandado e 21 adolescentes detidos).

Mais de oito mil policiais foram disponibilizados para o trabalho nos arredores e dentro de 52 escolas, entre públicas e particulares. Os agentes também apreenderam 16 armas, 715,36 g de maconha, 321,94 g de cocaína, 678,31 g de crack, 4 unidades de ecstasy, sete veículos, a quantia de R$8.415,00, 14 eletrônicos e 24 celulares.

A maior apreensão realizada até o momento foi feita em Santos, município do litoral paulista, onde foi retido 17kg de droga, enterrados em uma residência próxima a escola 24 de fevereiro. Uma pessoa foi presa. A segunda maior se deu também no Estado de São Paulo. A polícia prendeu uma pessoa na favela Jair São Camilo e, durante cumprimento da ordem, localizaram 4 mil pinos de crack. O local é próximo a duas escolas.

Veja também: Fala Brasil acompanha operação contra tráfico de drogas

Droga apreendida em Jundiaí, no interior de São Paulo, durante operação

Droga apreendida em Jundiaí, no interior de São Paulo, durante operação

Divulgação Polícia Civil de São Paulo

“Infelizmente, o tráfico ronda nossas escolas e estudantes”, disse o ministro de Segurança Pública, Raul Jungmann. A operação continua até o fim do dia, qaundo será divulgado um novo balanço e, amanhã, um compilado final.

Questionado sobre o perfil dos traficantes, o ministro apenas argumentou que não importa a escala em que o suspeito está no tráfico, mas sim o quanto ele atrapalha o desenvolvimento de crianças e adolescentes que, em grande parte, são vulneráveis. Disse, também, que as polícias estão realizando um trabalho de acompanhamento da investigação. “É uma ação que se fez hoje, mas que irá continuar investigando e, eventualmente, prendendo e apreendendo”.

Na operação, as polícias fazem o uso de recursos tecnológicos disponíveis nas instituições que proporcionam agilidade tanto para o serviço de inteligência policial, quanto de investigação criminal, com a finalidade de efetuar as prisões, segundo o coordenador da Anjos da Lei e delegado geral do Rio Grande do Sul, Emerson Wendt.

O nome Operação Anjos da Lei é referência ao filme de policiais que se infiltram em instituições de ensino e, também, à proteção às crianças que são anjos que merecem ser protegidos pela Lei.

Operação - SUSP

A Anjos da Lei é a quarta operação coordenada pelo SUSP (Sistema Único de Segurança Pública). Confira quais são as anteriores:

- Luz da Infância: ocorreu no dia 17 de maio. Na ocasião, participaram 24 Estados e Distrito Federal. Policiais cumpriram 579 mandados de busca e apreensão de arquivos com conteúdos relacionados a crimes de exploração sexual contra crianças e adolescentes.

- Cronos: ocorreu no dia 24 de agosto. O foco da ação eram os homicídios e feminicídios, tanto tentados quanto consumidos. Mais de mil pessoas foram presas em uma operação que contou com mais de seis mil policiais civis.

- Midas: ocorreu no dia 26 de setembro. Policias civis de 25 Estados e do Distrito Federal prenderam 333 acusados por roubos, assassinatos e tráfico de drogas. Nas ruas, 3.745 policiais. Apenas o Amazonas não foi alcançado pela Midas por "questões operacionais".

    Access log