Brasil Político romeno retalia jornalistas que investigaram lavagem de dinheiro no Brasil

Político romeno retalia jornalistas que investigaram lavagem de dinheiro no Brasil

Esquema de políticos e empresários provocou reações entre autoridades do leste europeu

Político romeno retalia jornalistas que investigaram lavagem de dinheiro no Brasil

Liviu Dragnea, investigado na reportagem, diz ter enviado à embaixada do Brasil na Romênia uma crítica contra os jornalistas

Liviu Dragnea, investigado na reportagem, diz ter enviado à embaixada do Brasil na Romênia uma crítica contra os jornalistas

Reprodução

Reportagem veiculada no programa Domingo Espetacular e no portal R7 em 2 de julho denunciando um suposto esquema de lavagem de dinheiro de políticos e empresários romenos no litoral do Ceará provocou reações entre autoridades do leste europeu.

Na terça feira (4), o presidente do Congresso romeno, Liviu Dragnea, investigado na reportagem, declarou ter enviado à embaixada do Brasil na Romênia queixa formal e pedido de investigação contra os jornalistas que divulgaram dados sobre viagens do político ao Brasil argumentando invasão de privacidade. A assessoria de comunicação do Ministério de Relações Exteriores confirmou por telefone que representantes de Dragnea foram recebidos na embaixada em Bucareste onde entregaram um comunicado. No entanto, a assessoria não forneceu detalhes sobre o conteúdo da mensagem.

Na última quinta-feira (6), em uma clara retaliação do governo romeno, inspetores antifraude da Agência Nacional de Administração Fiscal entraram na redação do Projeto Rise, grupo de jornalistas investigativos do leste europeu que repercutiu a reportagem e participou das investigações junto ao Núcleo de Reportagens Investigativas da Record TV, e iniciaram uma investigação fiscal sobre a organização. A invasão dos fiscais viralizou nas redes sociais.

Emissoras de TV, rádios, portais e jornais deram ampla cobertura criticando a retaliação. Isto aconteceu 24 horas após o Projeto Rise publicar outra reportagem acusando o presidente do Congresso de usar o serviço secreto do país em benefício próprio.

Reportagem do Domingo Espetacular e do R7 provoca escândalo político na Romênia

Nesta sexta-feira (7), após os escândalos, o Ministério Público da Romênia emitiu nota informando que abriu uma investigação para apurar as denúncias veiculadas sobre a lavagem de dinheiro no Brasil, as quais serão incorporadas a outra investigação que já se encontrava em andamento.

Segundo a nota, o Ministério Público teria solicitado a colaboração das autoridades brasileiras para investigar o caso.

Abaixo segue uma tradução livre da nota emitida hoje pelos promotores romenos. Para ver a nota original clique aqui.

"Alguns aspectos revelados pela investigação jornalística publicada em 6 de julho fazem parte de um processo criminal que está atualmente sob investigação. Neste sentido, os promotores iniciaram uma investigação criminal de ofício em 19 de fevereiro no que diz respeito a relatos de corrupção e delitos relacionados à corrupção.

Depois de iniciadas as investigações criminais 'ex ofício', foram geradas provas, audiências de testemunhas, documentos, solicitações de informações de autoridades locais e brasileiras.

Em relação aos procedimentos realizados neste caso, ofereceremos detalhes adicionais quando as circunstâncias assim o permitam".