Brasil Tribunal da Lava Jato confirma condenação de Sérgio Cabral

Tribunal da Lava Jato confirma condenação de Sérgio Cabral

Neste processo, ex-governador do RJ foi condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro a 14 anos e 2 meses de prisão

  • Brasil | Thais Skodowski, do R7

Cabral está preso desde novembro de 2016

Cabral está preso desde novembro de 2016

Theo Marques/FramerFhoto/Estadão Conteúdo / 19/01/2018

O TRF4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) confirmou nesta quarta-feira (30) a condenação do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral. O Tribunal manteve a pena dele em 14 anos e 2 meses de prisão.

Cabral, que está preso desde novembro de 2016, foi condenado pelo juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara de Curitiba, em junho de 2017, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. De acordo com a sentença, a empreiteira Andrade Gutierrez pagava propina ao ex-governador por meio de outros réus para garantir o contrato de terraplanagem do COMPERJ (Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro), celebrado com o Consórcio Terraplanagem COMPERJ, composto pela Andrade Gutierrez e a Petrobras.

Os desembargadores da 8ª Turma também negaram o recurso do MPF (Ministério Público Federal) e mantiveram a absolvição de Adriana de Lourdes Ancelmo, mulher de Cabral.

O advogado Rodrigo Roca, que defende Sérgio Cabral, diz que levará o caso às cortes superiores.

"Foi uma etapa que precisava ser vencida. Seguiremos às Cortes de Brasilia, que possuem precedentes favoráveis às teses arguidas com o recurso de apelação", informou o advogado ao R7.

Condenações

Cabral já soma cinco condenações e mais de 100 anos de prisão no âmbito da Operação Lava Jato. 

Últimas