Brasil Veja repercussão após senador Cid Gomes ser baleado no Ceará

Veja repercussão após senador Cid Gomes ser baleado no Ceará

Ação provocou manifestações de políticos, entre elas críticas pelo uso de um trator contra um batalhão, mas também mensagens de apoio

  • Brasil | Do R7

Cid Gomes após ser baleado em Sobral

Cid Gomes após ser baleado em Sobral

TV Record

A ação do senador licenciado Cid Gomes (PDT-CE) em Sobral, no Ceará, que terminou com o parlamentar baleado após tentar entrar em um batalhão da PM usando um trator, provocou manifestações de políticos e outras personalidades pelo país. 

O irmão de Cid, o ex-governador do Ceará Ciro Gomes, postou que o irmão foi vítima de dois tiros de arma de fogo e pediu que os "marginais" que praticaram o crime sejam punidos.

Já o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) ressaltou a tentativa de invasão e disse: "Bala de borracha em cima dele!". O post foi feito pouco após o fato, quando a assessoria do senador havia informado que ele tinha sido atingido por balas de borracha, dado corrigido posteriormente para arma de fogo.

Também criticou a ação o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que chamou a ação de "inacreditável", e o deputado estadual André Fernandes (PSL-CE). 

O presidente do Senado manifestou preocupação com o ocorrido. 

O deputado federal Orlando Silva (PCdoB-SP) chamou de inaceitável "uma greve armada". Jandira Feghali (PCdoB-RJ), deputada federal, associou a paralisação às milícias ao comentar o tiro. "Situação complicadíssima na cidade de Sobral (CE) e enfrentada por ele [Cid] enquanto autoridade. Motim, toque de recolher, 'milicianos', disse.

Últimas