Brasília Adolescente teria participado do latrocínio de estudante de 16 anos

Adolescente teria participado do latrocínio de estudante de 16 anos

PCDF tenta identificar os dois criminosos que atiraram e mataram a vítima, em Ceilândia 

  • Brasília | Jéssica Moura, do R7, em Brasília

Polícia quer identificar os dois autores do crime em Ceilândia

Polícia quer identificar os dois autores do crime em Ceilândia

PCDF

A 19ª Delegacia de Polícia (P Norte) trabalha para identificar dois suspeitos de participar do latrocínio que vitimou um jovem de 16 anos na tarde de quarta-feira (22) em Ceilândia.

Segundo o delegado Thiago Peralva, um dos possíveis autores do crime seria um outro adolescente. Ele saiu de casa na terça-feira e até agora não voltou, segundo a polícia. Por isso, é procurado pelos agentes.

O crime ocorreu na tarde de quarta, na QNP 5, de Ceilândia, depois de Geoffrey do Nascimento esperava o pai na saída da escola. De acordo com a Polícia Militar, a vítima foi abordada por duas pessoas na saída da escola. Os criminosos anunciaram o assalto para levar o celular do rapaz.

Em seguida, o menino foi baleado na cabeça. Os dois assaltantes fugiram com o telefone dele. A PM foi acionada e a vítima chegou a ser socorrida pelo próprio pai que chegava no local e levada para o Hospital Regional de Ceilândia (HRC) mas não resistiu aos ferimentos. Ele era estudante do 1º ano. Nesta quinta, as aulas no Centro Educacional 11 de Ceilândia foram suspensas depois do episódio. A instituição cobrou o reforço no policiamento da área. 

Desde a manhã, a polícia já tinha informações de que uma dupla de assaltantes estava roubando celulares na região. Uma outra jovem denunciou que teve o celular roubado na mesma área.

Últimas