Brasília Após 11 anos, estação Corumbá IV é inaugurada no Entorno do DF

Após 11 anos, estação Corumbá IV é inaugurada no Entorno do DF

Unidade vai permitir abastecimento de água às populações do DF e GO; obra, prevista inicialmente para 2018, custou R$ 440 milhões 

  • Brasília | Jéssica Moura, do R7, em Brasília

Evento de inauguração da estação de tratamento de água Corumbá IV

Evento de inauguração da estação de tratamento de água Corumbá IV

Jéssica Moura/R7 Brasília

Depois de 11 anos de espera, a Estação de Tratamento de Água de Corumbá IV foi inaugurada nesta quarta-feira (6). O empreendimento vai reforçar o abastecimento para a população do Distrito Federal e de municípios do Entorno. O investimento conjunto foi de cerca de R$ 440 milhões.

O funcionamento foi escalonado em duas etapas. Nesta primeira fase, pelo menos 1,3 milhão de habitantes devem ser beneficiados pelo reforço no abastecimento. O sistema tem capacidade de bombear 2,8 mil litros de água por segundo. O volume é captado do Lago Corumbá, a 30 km do complexo de tubulação, 200 metros abaixo do nível da cidade de Valparaíso, em Goiás. A estimativa é dobrar a capacidade, e destinar o volume para 2,5 milhões de moradores.

No DF, regiões da porção sul, Gama, Santa Maria, Recanto das Emas e Riacho Fundo II, são atendidas. A tubulação também chega a Luziânia, Valparaíso, Cidade Ocidental, Novo Gama e, indiretamente, atende Águas Lindas e Santo Antônio do Descoberto.

 "Agora nós estamos inaugurando com água para que realmente chegue na população", afirmou o governador do DF, Ibaneis Rocha. "É uma obra maiúscula, que vem para dar tranquilidade, segurança hídrica", acrescentou o governador de Goiás, Ronaldo Caiado. A solenidade de inauguração da estação também contou com a presença do secretário de Desenvolvimento do Ministério do Desenvolvimento Regional, Pedro Maranhão.

Painel sobre a estação de água Corumbá IV, em Goiás

Painel sobre a estação de água Corumbá IV, em Goiás

Jéssica Moura/R7 Brasília

Os dois governadores, que já se desentenderam pela gestão da pandemia de Covid-19, trocaram um aperto de mão ao fim do vídeo de apresentação da obra. Eles fizeram questão de assinalar a harmonia entre eles. "Quero saudar meu colega, meu querido governador Caiado. Um dos melhores governadores que já passou pelo estado", disse Ibaneis.

A Caesb e a Saneago participaram da construção do empreendimento, que pretende ampliar o abastecimento de água diante do aumento do tamanho da população e consequente elevação na demanda. A intervenção deve aumentar em 30% o abastecimento de água do DF.

A Estação de Tratamento capta a água vinda de Luziânia, que é armazenada no reservatório de Corumbá IV e passa por processos químicos para se tornar própria para o consumo.

Em 2017, o DF atravessou uma grave crise hídrica que levou ao racionamento de água na capital federal. Na ocasião, foi necessário rodízio no abastecimento.

Impasses

A obra chegou a ser paralisada em duas ocasiões, em 2014 e 2018. Por isso, a entrega atrasou: a previsão para conclusão era em 2018. Em 2016, o Tribunal de Contas identificou sobrepreço no orçamento da obra, que precisou ser reduzido.

Últimas