Brasília Após audiência de custódia, Filipe Martins continua preso, diz defesa

Após audiência de custódia, Filipe Martins continua preso, diz defesa

Ex-assessor de Bolsonaro é suspeito de participar de tentativa de golpe de Estado e foi detido pela PF em operação nesta quinta

  • Brasília | Gabriela Coelho, do R7, em Brasília

Após audiência de custódia, Filipe Martins continua preso

Após audiência de custódia, Filipe Martins continua preso

Reprodução Redes Sociais

O ex-assessor para Assuntos Internacionais da Presidência da República Filipe Martins continua preso, afirmou a defesa dele, após passar por audiência de custódia nesta sexta-feira (9). “Apesar de estar submetido a uma prisão ilegal, desprovida dos requisitos básicos para a imposição da prisão preventiva, e após uma audiência de custódia realizada em desconformidade com os prazos estabelecidos pela legislação, o senhor Filipe Garcia Martins Pereira continua privado de sua liberdade”, disse a defesa em nota. 

O ex-assessor foi preso durante operação da Polícia Federal que apura a participação de pessoas na tentativa de golpe de Estado e abolição do Estado democrático de Direito, com o objetivo de obter vantagem política com a manutenção do ex-chefe do Executivo no poder.

Martins ficou conhecido pelo gesto racista que fez durante sessão no Senado Federal, em 2021. Na ocasião, o então ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, explicava as ações da pasta em relação à aquisição de vacinas contra a Covid-19. O ex-assessor estava sentado atrás do presidente da Casa, Rodrigo Pacheco, que discursava naquele momento, quando foi flagrado ao fazer o gesto alusivo ao movimento supremacista "White Power".

Após a polêmica, Martins disse que estava arrumando o terno e negou que tenha feito um gesto racista. A reportagem busca contato com o ex-assessor e com o ex-ajudante de ordens da Presidência da República para comentar a operação. O espaço está aberto para manifestação.

Últimas