Brasília Brasiliense gasta R$ 87 em sorvete e ganha R$ 500 mil no Nota Legal

Brasiliense gasta R$ 87 em sorvete e ganha R$ 500 mil no Nota Legal

Segundo sorteio do ano ocorreu nesta sexta-feira (24); ao todo, 12,6 mil prêmios em dinheiro foram sorteados

  • Brasília | Jéssica Moura, do R7, em Brasília

Compra de sorvete rendeu o prêmio de R$ 500 mil

Compra de sorvete rendeu o prêmio de R$ 500 mil

Pixabay/Reprodução

Um morador da Asa Norte, no Distrito Federal ganhou um presente de Natal antecipado nesta sexta-feira (24). Depois de gastar R$ 87,85 em uma sorveteria e indicar o número do CPF para ser incluído na nota fiscal, o bilhete foi o grande premiado do sortei do programa, feito nesta sexta, e rendeu R$ 500 mil ao contribuinte. A compra foi em janeiro deste ano.

Ao todo, o programa distribuiu nesta segunda etapa R$ 3 milhões para 12.600 contribuintes que participam da iniciativa. O segundo maior valor da premiação é de R$ 200 mil, sorteado para dois felizardos. O primeiro deles fez uma compra de R$ 49 e o segundo, uma de R$ 13,99.

Os outros prêmios, de valores menores, variam de R$ 100 mil a R$ 100. Os vencedores já podem conferir se foram selecionados no site do Nota Legal.

A disputa pelos valores foi acirrada: mais de 900 mil pessoas participaram do sorteio de Natal, 9,6% a mais do que o número do sorteio anterior. No total, mais de 48 milhões de bilhetes foram cadastrados, oriundos de notas fiscais geradas entre novembro de 2020 e abril deste ano.

Em novembro, o governo anunciou que ,nas compras efetuadas entre 10 de dezembro de 2021 e 10 de janeiro de 2022, os créditos do Nota Legal seriam computados em dobro. Esses bilhetes vão valer para o sorteio do primeiro semestre do ano que vem.

Os créditos do Nota Legal podem ser usadas para abater valores do IPTU e do IPVA, u resgatados em dinheiro. Durante a cerimônia de sorteio, no Palácio do Buriti, o novo secretário de Economia, José Itamar Feitosa, anunciou que está em elaboração o aplicativo "Conta Legal", pelo qual será possível acessar os dados do programa.

"Está em fase de teste. O cidadão vai poder acessar a carteira digital e verificar como está o Nota Legal", afirmou. "Vai ter várias atividades e serviços, como o pagar tributos".

Últimas